Resultados para: receita

Maizena traz receita de laços Familiares

Maizena traz receita para relembrar laços familiares

 photo unnamed_zpsm8rjke2h.png

 

Para despertar a memória afetiva ligada à lembrança familiar e da infância, há alguns anos, foi criado em inglês um conceito gastronômico que tem se popularizado no Brasil: o “comfort food” – em tradução livre, algo como “comida emocional”. Este conceito faz bem ao coração e às emoções ligadas a ele, a partir de receitas simples, práticas e saborosas. Pensando nisso, Maizena apresenta uma opção que desperta o sentimento de amor e de carinho e combina com esse friozinho gostoso: Bolo de Chocolate.

Além de ser uma receita simples e nostálgica, traz uma sensação ótima de bem-estar. Receitas assim são passadas de geração e geração, criando um laço de amor.

Bolo de Chocolate Com Maizena

Maizena
Ingredientes:
250 g de margarina culinária
1 xícara (chá) e meia de açúcar
4 ovos
1 xícara (chá) de leite
2 xícaras (chá) de farinha de trigo
1 xícara (chá) de amido de milho MAIZENA®
meia xícara (chá) de chocolate em pó
1 colher (sopa) de fermento em pó
Para untar e enfarinhar:
– Farinha de trigo
– Margarina culinária
Modo de preparo:
 Bata a margarina e o açúcar na batedeira até formar um creme e junte os ovos, um a um.
Acrescente alternadamente o leite, a farinha, o amido de milho MAIZENA®, o chocolate em pó e o fermento e misture sem bater.
Coloque em uma fôrma* untada e enfarinhada e leve ao forno preaquecido em temperatura média (180°C) por 40 minutos ou até que um palito saia limpo, depois de espetado na massa. Espere amornar e desenforme.
*forma de furo central de 24cm de diâmetro
Rendimento: 30 porções
Tempo de preparo: 15 minutos
Tempo de forno: 40 minutos
Tempo total: 55 minutos

Sobre Maizena

Líder nacional na categoria de amido de milho, a marca Maizena foi lançada em 1842 pela Unilever nos Estados Unidos e chegou ao Brasil em 1974. Rapidamente se tornou um ícone para as consumidoras brasileiras, reforçando sua tradição em conectar as pessoas e criar boas recordações.
A caixinha amarela pode ser utilizada  tanto para receitas doces quanto salgadas, oferecendo benefícios de leveza, crocancia e consistência para seus pratos. Além disso, por ser amido de milho, Maizena não contém glúten podendo ser utilizada em dietas específicas.
A marca também conta com os produtos Arrozina e Cremogema em seu portfólio e está atrelada ao Recepedia, site de receitas interativo e inspirador, feito tanto para quem ama cozinhar quanto para quem está aprendendo. Para mais informações, acesse o site de Maizena e confira as receitas no Recepedia.
Informações da Assessoria de Imprensa

Comentários
39
Compartilhe este post
Pin It

Vem aí uma vacina contra a diabetes

Quando li a noticia da vacina contra o diabetes não podia deixar de compartilhar perdi dois avós para essa doença.

VACINA CONTRA O DIABETES
Cientistas anunciam a eficácia, em humanos, de um imunizante para o controle do tipo 1 da doença. Além disso, a ciência apresenta novos remédios e até a criação de pâncreas artificial

Pesquisadores da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, anunciaram na última semana um passo importante em direção à primeira vacina contra a diabetes. Os cientistas criaram um imunizante que se mostrou eficaz para controlar, em humanos, o tipo 1 da doença, que ocorre porque o sistema imunológico do próprio corpo passa a atacar as células beta, situadas no pâncreas, que fabricam a insulina. O hormônio permite a entrada, nas células, da glicose circulante na corrente sanguínea. Com menos insulina, há um acúmulo de açúcar no sangue, o que caracteriza a diabetes. O outro tipo, o 2, é resultado de alterações promovidas principalmente pela obesidade.

VACINA CONTRA O DIABETES

Programa Domingo Espetacular da Rede Record

A vacina contra o diabetes impediu o ataque de um tipo de célula CD8 – integrantes do sistema imunológico – às células beta (leia mais no quadro). “Estamos muito excitados com o resultado. Sugere que o sonho de interromper o ataque do sistema imunológico a células específicas pode ser realizado”, afirmou Lawrence Steinman, um dos líderes da pesquisa realizada com 80 pacientes. Os cientistas planejam expandir os experimentos para investigar a eficácia do remédio em mais indivíduos.

Interromper a destruição comandada pelo corpo é um dos objetivos perseguidos por cientistas em todo o mundo. Recentemente, a Diabetes UK, entidade inglesa de combate à doença, anunciou um ambicioso projeto de pesquisa em busca de uma vacina com esse propósito. Por essa razão, o feito dos americanos foi saudado. “Pela primeira vez temos evidência da eficácia de uma vacina em humanos. É um passo significativo em direção a um mundo sem diabete tipo 1”, afirmou Karen Addington, especialista inglesa.

Assista o Vídeo sobre a vacina contra o diabetes

 


A notícia da vacina contra o diabetes somou-se a outras boas novidades divulgadas na semana passada. Nos Eua, onde ocorreu o congresso da Associação Americana de Diabetes, anunciou-se entre os avanços (leia no quadro) a chegada de um pâncreas artificial, capaz de equilibrar os níveis de insulina no organismo. Produzido pela Medtronic, o aparelho está sob avaliação do Food and Drug Administration, órgão americano responsável pela liberação de aparelhos de saúde. “Essa tecnologia é um passo importante para a criação de um sistema de entrega de insulina mais inteligente”, disse Rich Bergenstal, investigador principal da pesquisa apresentada para a aprovação do dispositivo.

O pâncreas artificial é dotado de um sensor e um software acoplados a uma bomba de insulina e promove a liberação do hormônio de acordo com a necessidade. Dessa forma, diminui o risco de crises de hipoglicemia, um dos reveses mais comuns no controle da doença. “Alguns médicos até demoram a receitar a insulina, de tão complicado que pode ser sua aplicação”, diz o médico Freddy Eliaschewitz, de São Paulo, presente no encontro americano. O administrador de empresas Luiz Carlos Teixeira, 63 anos, de São Paulo, toma cuidado para não sofrer com o problema. “Procuro me alimentar bem”, diz.

Fonte: ISTO É


Comentários
6
Compartilhe este post
Pin It

07 dicas para viajar com bebê nas Férias

2017: Sete dicas para quem vai viajar com bebê nessas férias

VIAJAR COM BEBÊ

07 dicas para viajar com bebê nas Férias

Olá mamães fim de ano chegando, vai viajar com bebê, trago algumas dicas para você saber como se organizar com a viagem

Pois afinal de contas fim de ano é a época perfeita para viajar em família, porém viajar com bebê exige algumas preparações para garantir assim uma viagem sem surpresas.

Do desconforto dentro do avião a contatos de emergência e caixinha de remédios, Dr. Jofre Cabral, pediatra e neonatologista da Perinatal, dá algumas dicas e soluções para os problemas mais comuns que podem acometer quem está planejando colocar o pé na estrada pela primeira vez com o bebê. Confira!

Pediatra da Perinatal ajuda na preparação da bagagem dos pequenos aventureiros

1) No avião

Nos procedimentos de decolagem e pouso é comum que a criança sinta a pressão no ouvido e isso lhe cause desconforto. “O movimento de sucção ao mamar, geralmente, é o suficiente para aliviar esse problema. Caso a criança continue reclamando, fazer calor no ouvido, com a própria mão ou uma cobertinha, para diminuir essa pressão,”.

2) Farmácia

Dr. Jofre sugere uma consulta antes da viagem para ver se o bebê precisa de algum medicamento específico. “Para os casos mais comuns, é recomendado um antitérmico e um termômetro para febre, mordedores para os dentinhos, soro fisiológico, creme para assaduras, filtro solar, pinças pequenas para o caso de farpas ou ferrões de insetos, pomadas cicatrizantes, gaze, tesourinha, esparadrapo para feridas e remédio para gases. Antibióticos são desnecessários e todos os medicamentos prescritos precisam ser transportados juntos com suas receitas”.

3) Sol e estrada

“Para crianças acima de seis meses de idade é sempre importante aplicar o filtro protetor solar e respeitar os horários de exposição segura ao sol – antes das 10h e depois das 16h. Caso ele seja um pouquinho mais novo, não pode usar protetor e, por isso, o cuidado é ainda maior. Leve um chapéu, fique na sombra e não permita que o bebê fique exposto por mais que 15 minutos. Em viagens de carro, é bom cobrir as janelas para evitar que o sol atinja o bebê. Para viagens a locais frios e nevados, roupa adequada e manteiga de cacau, para proteger os lábios”.

4) Emergências

Para evitar sustos, o médico sugere levar o telefone do pediatra e dos contatos de emergência, não esquecer a carteirinha do plano e ter conhecimento dos hospitais mais próximos da região em que ficará hospedado. “Também sugiro que as mães saibam fazer soro caseiro para o caso de desarranjos intestinais”. A receita recomendada pelo UNICEF é: uma medida rasa de sal da colher padrão para duas medidas rasas de açúcar em um copo com água. A colher padrão é distribuída gratuitamente nos postos de saúde e farmácias populares.

5) No hotel

Dr. Jofre sugere também que a mãe fique atenta às cozinhas dos hotéis, para verificar a possibilidade do preparo rápido de refeições específicas para a criança ou ainda se permitem que a mãe possa preparar a comida do bebê. Em relação à amamentação, a orientação é não carregar o leite. “O melhor meio de transporte do leite é dentro do seio. Mas, caso ela deseje levar, lembro que o leite deve ser conservado na geladeira por 24 horas. Se congelado, dura até 15 dias”.

6) Na estrada

Em viagens de carro, a segurança fica em primeiro lugar. “A cadeirinha com o cinto de segurança adequado é fundamental para o transporte do bebê e a mãe deve retirá-lo dela com o carro totalmente desligado. Os pais devem também garantir que haja cintos disponíveis para todos da família e programar paradas a cada três horas para olhar o bebê ou a cada vez que ele reclamar”.

7) Turistando

Na cidade, o pediatra dá algumas dicas para o dia. “Bebês mais novos podem ficar tranquilamente no canguru ou no sling, desde que estejam confortáveis. Já crianças mais velhas, terão mais liberdade se caminharem. Recomendo também aos pais que levem um edredom pequeno ou uma toalha mais grossa para o caso de querer colocar a criança na grama ou na areia. Dessa forma, podemos evitar surpresas como mordidas e/ou picadas de animais e insetos.”.

Fora isso, uma ótima viagem em família!

Fonte : Assessoria de Imprensa


Comentários
0
Compartilhe este post
Pin It

Miojo caseiro Aprenda a Fazer

MiojoMinhas meninas gostam muito de miojo, se deixar trocam qualquer comida por uma porção, e o miojo tem um teor maior de gordura saturada que o próprio macarrão, então aqui eu libero no máximo uma vez por semana e olhe lá. Mas essa semana me deparei com uma receita caseira que não pude deixar de compartilhar com vocês, ainda não fiz, irei fazer agora no fim do mês, achei a receita maravilhosa do Kids Menu e tenho certeza que as meninas também irão amar.

Miojo caseiro em 3 passos!

É muito mais gostoso e nutritivo fazer um macarrão instantâneo caseiro. Você sabe o que está colocando na combinação e o melhor de tudo, sem temperos industrializados, sem sódio e glutamato monossódico em excesso.

►Você vai precisar de:

-Um pote de vidro com tampa de plástico (pode ser aquele de Nescafé).

-Macarrão cabelo-de-anjo ou bifum (japonês de arroz).

-Água fervente.

-Temperos naturais (cebolinha, salsa, cheiro-verde, etc.)

-Frango desfiado previamente cozido e temperado.

-Legumes previamente cozidos em pedaços. (Brócolis, cenoura, abobrinha, beterraba, enfim..)

-Sal e pimenta do reino moída a gosto.

✓Dica: Você pode deixar os legumes e o frango desfiado pré-cozidos e congelar em porções pequenas. Quando for utilizar no miojo caseiro, pegue a porção necessária para essa receita.

✓Dica²: Você pode separar em saquinhos de zíper as porções com todos os ingredientes prontos e congelar. Quando bater aquela fome, só pegar do congelador e descongelar a porção em banho maria por 5 minutos.

►Modo de fazer: Coloque os legumes pré-cozidos no pote de vidro, o frango desfiado, os temperos naturais, o macarrão cabelo de anjo ou o bifum, e pra finalizar, uma pitada de sal e pimenta do reino moído. Acrescente água fervente, espere 3 minutos e tampe o pote. Deixe cozinhando por 5 minutos.

Tudo bem, se não quiser largar o miojo, mas tome alguns cuidados, como:

Não coma todos os dias;

Misture no preparo uma boa mistura de legumes frescos ou outros alimentos saudáveis;

Lembre-se que o macarrão tradicional não é difícil assim de preparar, e se você caprichar, pode ficar até muito mais gostoso.


Comentários
16
Compartilhe este post
Pin It