depressão pós-parto

Olá mamães vamos falar sobre depressão pós-parto.

Acabou a espera, após nove meses você viu o rostinho do seu filho, e esse nenê é algo que você e seu marido sempre sonharam!
Você está radiando de tanta felicidade correto?
Errado!
Estou depressiva, triste, não quero amamentar e não tenho vontade de ver meu filho! O que está havendo comigo?
Hoje aqui no blog mamãe de duas vamos falar sobre esse estranho quadro médico que é a depressão em um momento tão feliz!

DEPRESSÃO PÓS-PARTO

Depressão pós-parto

A depressão pós-parto entenda o que é

A depressão puerperal é mais comum do que se imagina, ela atinge 2 milhões de mulheres no Brasil todos os anos.
É uma doença como qualquer outra e ocorre basicamente por conta das alterações hormonais, além de desgastes físicos e emocionais.

Os fatores de risco variam, os principais são:

História de depressão pós-parto anterior
Falta de apoio da família, parceiro e amigos
Estresse
Limitações físicas anteriores ou após o parto
Depressão durante a gravidez
Depressão anterior
Transtorno bipolar
História familiar de depressão ou transtorno bipolar
História de desordem disfórica pré-menstrual.

Os sintomas incluem:

Perder ou ganhar peso
Desinteresse nas atividades diárias.
Vontade de comer mais ou menos do que o habitual
Dormir muito ou não dormir o suficiente
Inquietação ou indisposição
Cansaço
Sentimento de indignação ou culpa
Dificuldade para se concentrar ou tomar decisões
Ansiedade e excesso de preocupação.

Em alguns casos muito graves, podem ocorrer a psicose puerperal, e dependendo dos sintomas a mãe é orientada a ficar afastada do seu filho enquanto está tratando, e a amamentação acaba sendo contraindicada.

É importante a mãe saber que depressão puerperal não é sinônimo de fraqueza ou falta de carácter, mas sim uma doença que necessita de ajuda médica e tratamento adequado. Assim que os sintomas desaparecem a mãe volta a experimentar todos os prazeres da maternidade normalmente.

Por isso busque sempre ajuda médica.
Por Dr. Bruno Jacob

Instagram: @drbrunojacob
www.facebook.com/drbrunojacob

PLACA


Comentários
1
Compartilhe este post
Pin It

Essa apresentadora vai te surpreender com sua carta sobre o por que trabalhar fora com uma resposta simples e ao mesmo tempo poderosa

A apresentadora Susan Keogh trabalha em uma emissora irlandesa de rádio e TV e foi insultada por um telespectador, que questionou como ela podia ter um emprego em tempo integral e cuidar da filha de4 anos. Ela podia ter ignorado, como a maioria faria, mas resolveu fazer melhor.

Resposta poderosa sobre por que trabalhar fora de casa

Susan postou uma carta aberta para o homem no twitter e recebeu muito apoio. A tradução livre da carta está abaixo. Para agradecer as mensagens positivas, ela publicou uma foto com a filha.

TRABALHAR FORA

“Caro,

Eu recebi sua mensagem. Aquela que você fala que eu estou perdendo tempo com a minha filha de 4 anos enquanto estou trabalhando e que, por isso, eu tenho que pedir demissão. Como eu nunca tinha pensado nisso? Obrigada pela ajuda.

Eu trabalho por muito motivos. Eu gosto do meu trabalho. É muito importante pra mim. Não só salvar vidas que é importante. Meu trabalho me faz feliz e realizada. Isso faz de mim uma mãe melhor.

Eu trabalho de segunda a sexta. São 5 dias que minha filha passa na escola. Eu não estou em casa quando ela vai para a cama na maioria das vezes. Sabe quantas pessoas me julgam por isso? Muitas.

Meu marido não está em casa quando elas acordam. Ele sente falta disso, mas sabe quantas pessoas o julgam? Nenhuma.

Se eu me sinto culpada? Todos os dias. Às vezes, umas 10 vezes por dia. Mas eu trabalho para garantir um futuro melhor para minha filha. Então, quando ela tiver 16 anos e pedir para viajar com a escola eu vou poder dizer sim. Claro que eu vou ficar com medo e preferir que ela fique em casa, mas ela vai poder ir para viagem, certo? Certo!

Também pode ser que ela queira ser uma ‘flower lady’ quando crescer, mesmo que eu não saiba se isso quer dizer vender flores ou apenas se vestir com elas. Eu não me importo. Eu não tenho uma carreira para mostrar para ela que ela pode ter uma também. Ela pode fazer o que for melhor pra ela.

Eu quero mostrar pra ela que ela pode fazer o que ela quiser. Quero que ela seja confiante o bastante para fazer as melhores escolhas pra ela. “Eu quero que ela escolha a felicidade.”

Fonte: https://goo.gl/8Fb5LQ


Comentários
1
Compartilhe este post
Pin It

O Milagre da vida

O desenvolvimento de um ser dentro de uma mulher é um milagre da vida, da criação.

O milagre da vida nunca deixará de surpreender, seja humano ou outra forma de vida. É também algo que sabemos como ele é criado, mas nunca realmente ver o que realmente acontece, exceto quando a varredura de ultra-som ocasional é tomada e uma fotografia em preto e branco granulado dado a nós como uma lembrança.

Eu também olho para trás para os dias de aulas de biologia na escola e lembro de ver esboços de um bebê em um útero, mas parecia mais como um estrangeiro do que um bebê real.

Como as coisas são diferentes hoje graças à tecnologia moderna, CGI (Computer Generated Image) reproduções e uma compreensão mais completa do que realmente ocorre durante a gravidez, este resultado é um vídeo incrível. Já não precisamos olhar para imagens fuzzy em livros, quando podemos ver o milagre da vida se desdobrar diante dos nossos olhos em uma tela.

O Milagre da vida humana um bebê se formando no ventre

 

Não há necessidade de passar por uma descrição de todo o processo – você pode ver tudo aqui. No entanto, é difícil não refletir uma vez que você assistiu o vídeo.

Como a vida é incrível e como transformar de um ovo em um bebê totalmente crescido pronto para começar a nossa vida no mundo “exterior”.

O criador deste vídeo claramente tem uma compreensão completa da enormidade da criação da vida como eles escolheram uma trilha sonora muito emocionante para ir com ele.

Se você estava em qualquer dúvida antes, este é um vídeo muito importante e significativo.

Como é legal como um pai para saber que quando se trata de explicar os pássaros e as abelhas, ou fatos da vida de seus filhos, você será capaz de usar um vídeo fantástico como este.

Fonte: https://goo.gl/ZGZcfT

 


Comentários
1
Compartilhe este post
Pin It

Olá mamães me surpreende com esse vídeo desse bebê de 21 meses de idade apenas que nada como um peixinho. Segue a matéria completa.

Recentemente, publicou um post sobre adoráveis Merbabies (sereias bebê) e uma sereia 4 anos de idade , Carla. Então agora não estamos muito certos do que fazer com Arabel, que parece levar à água como um peixe, ou uma sereia, ou um pato, porque ela parece flutuar tão facilmente também. Esta é uma filmagem bastante notável de uma menina muito jovem que claramente não tem medo da água qualquer. Nós perguntamos se esta menina tem nadado por meses porque ela parece tão incrivelmente confortável e “em casa” neste ambiente aquoso. Mais ao ponto, seus pais igualmente parecem igualmente confiantes em sua habilidade e não parecem nem remotamente ansiosos enquanto observam. Esta é claramente uma rapariga que pode ser destinada a grandes coisas e talvez até se tornar um nadador olímpico.

Bebê de 21 meses de idade nada como um peixe

 

Nós não poderíamos deixar de notar que esta jovem é capaz de conter a respiração por algum tempo. Ao contrário de você ou eu quando nadamos, ela não parece precisar tomar um fôlego a cada poucos golpes. Ocasionalmente você vê sua cabeça subir acima da água, mas geralmente está abaixo do nível da água. Este é realmente muito notável e inteligente comportamento, como você saberá se você teve aulas de natação.

 

Bebê Nadando

Bebê Nadando

Não nos pergunte porquê, mas é mais fácil nadar quando você tem a cabeça mais baixa e em linha com suas costas, do que preso no ar tentando respirar e ver onde você está indo. Claramente Arabel é um nadador natural e instintivo que não precisa ser ensinado a nadar como parece que ela já trabalhou tudo para si mesma já. Bem, essa é uma coisa menos que seus pais precisam se preocupar de qualquer maneira.

Fonte: https://goo.gl/NDxeBl


Comentários
1
Compartilhe este post
Pin It