O vírus mayaro conheça mais sobre

Uma alerta para as mamães estive lendo uma  noticia de um vírus mayaro, que infelizmente é verdade não basta ter a dengue,depois, a zika e a chikungunya, agora temos também o  vírus. Se não bastassem essas doenças que deixam os brasileiros em estado de alerta, e que deixam seqüelas, agora outro vírus vem agora dando sinais de preocupação até para cientistas.

VÍRUS MAYARO

Transmissor do vírus mayaro

O vírus mayaro, identificado pela primeira vez em 1954, existia, a princípio, em regiões silvestres aos redores da Amazônia. Os microrganismos também lutam pela sobrevivência de suas respectivas espécies. Não é um vírus novo!

O grande problema é que o vírus, possivelmente, tenha se adaptado. Antes, era transmitido por mosquitos vetores silvestres e, agora, pode ser passado por mosquitos urbanos já espalhados pelo mundo: o Aedes aegypti, principalmente, e o Aedes albopictus. Se isso se confirmar, há muitas razões para se preocupar, uma vez que o Aedes está presente em todo o território nacional. O vírus provoca uma doença semelhante à chikungunya, a febre do vírus mayaro.

Nas, nas últimas semanas, pesquisadores da Flórida o identificaram no Haiti, em um menino de 8 anos, com febre e dores abdominais. Concluiu-se, então, que este pode estar se espalhando pelo continente.

Os médicos tiveram dificuldade para diferenciá-las. O diagnóstico exato é feito apenas por exames laboratoriais específicos. No menino de 8 anos do Haiti, por exemplo, suspeitou-se, inicialmente, de dengue ou chikungunya. Mas os testes deram negativo e o de mayaro, positivo.

Quais os sintomas da Febre do vírus Mayaro?

Os sintomas  são muito parecidos com os da dengue e/ou chiKungunya. Começa com uma febre inespecífica e cansaço, sem outros sinais aparentes. Logo após podem surgir manchas vermelhas pelo corpo, acompanhadas de dor de cabeça e dores  nas articulações. Os olhos podem também ficar doendo e em alguns casos reporta-se intolerância à luz. São sintomas muito parecidos e por isso a febre do Mayaro pode ser facilmente confundida com dengue ou com chikungunya. No entanto, no Mayaro as dores e o inchaço das articulações podem ser mais limitantes e durar meses para passar.

Como saber se é dengue, zika, Mayaro ou chikungunya?

Pelo quadro clínico pode ser difícil diferenciar. Só os exames laboratoriais específicos é que podem apontar o diagnóstico correto. No menino de 8 anos do Haiti suspeitou-se inicialmente de dengue ou chikungunya. Mas os testes vieram negativos e o de Mayaro confirmou ser positivo.

Já foram confirmados casos de febre do Mayaro no Brasil?

Sim. Entre dezembro de 2014 e junho de 2015 foram confirmados 197 casos  de febre do Mayaro nas regiões Norte e Centro-Oeste, com destaque para os estados de Goiás, Pará e Tocantins. Todas estas pessoas moravam ou estiveram em área rural, silvestre ou de mata por atividades de trabalho ou lazer. O Estado de Goiás registrou 66 casos até fevereiro de 2016 e o Datasus não possui mais dados atualizados deste ano. Importante salientar que no Brasil a transmissão desta doença limitou-se a regiões de mata. Não há relatos, até o momento, de transmissão urbana.

 

Fonte: http://g1.globo.com/


Comentários
0
Compartilhe este post
Pin It

Fotos mostram exatamente como os bebês cabem no útero materno. Quando estamos grávidas nos perguntamos como um bebê pode caber em nosso ventre, se ele está bem se não está apertado, se tem espaço suficiente.

FOTOS

Fotos Mostram Como os Bebês cabem no útero

Quando chega o grande dia fica difícil de acreditar como foi que aquele ser coube dentro de nós e se fosse gêmeo como seria. Fico a pensar nas gravidas de trigêmeos ou mais.

Difícil de acreditar como eles ficam 09 meses em um espaço tão apertadinho .

Deus é perfeito em suas obras, e faz um bebê se sentir tão bem no forninho da mamãe que muitos nem querem sair.

E na minha curiosidade pesquisando pela net me deparei com a página da fotógrafa holandesa Marry Fermont que começou a registrar os recém-nascidos exatamente depois do parto ainda em posição da qual eles se encontravam no útero.

Fotos Mostram Como os Bebês cabem no útero

FOTOS

FOTOS

bebe-no-utero-3

bebe-no-utero-5

bebe-no-utero-6

bebe-no-utero-7

Marry é  fotografa especializada em imagens de parto e sempre pede para que o médico, a enfermeira ou o pai da criança segure o recém-nascido na pose que já é a marca registrada de seu trabalho.

Quando o filho da fotógrafa nasceu, ela pediu para que um amigo registrasse seu filho na mesma posição. Em seu site oficial, ela conta que a posição é relaxante para os bebês, porque eles se sentem seguros nessa postura, a mesma em que eles ficavam dentro do útero materno.

Marry espera que suas fotos retratem a beleza que existe no fato de uma nova vida se desenvolver dentro do corpo da mulher – o que ela chama de “a perfeita criação”. “Você vê o bebê sair, mas, uma vez que ele está fora, é muito difícil imaginar que em algum momento ele já esteve dentro de você. Isto dá uma pequena idéia de como ele se encaixa”, contou a fotógrafa ao Huffington Post.

Espero que tenham gostando do post , fiquei encantada com cada imagem.


Comentários
0
Compartilhe este post
Pin It

Tema Circo para festa Infantil

Hoje trarei um tema para festa infantil bem bacana e que está em alta Circo, se você está em busca pelos melhores temas para realizar a festa infantil do seu filho em 2016, aqui você pode encontrar o que vem buscando.

Muitas vezes você tenha se deparado com centenas de opções por aí. É nessa hora que, ao invés de ajudar, a variedade de escolhas acaba confundindo mais ainda.

E foi pensando nisso, que cada quinzena irei trazer aqui os temas mais procurados para as festas infantis.

Tema Circo para festa Infantil

Vou trazer uma variedade para todos os gostos: bebês, crianças, meninos, meninas… Então não vamos nos alongar demais por aqui, confira o tema dessa quinzena.

O convite

 photo 599645f678a8c72d01aea54443ba0bba_zpsv4uugfju.jpg

Decoração

O que mais se destaca em uma festa do tema circo é a alegria, então vamos levar isso para a decoração, o máximo de alegria possível! Cores alegres, como vermelho e amarelo, vão deixar o ambiente divertido e descontraído.

 

Tudo o que lembra o picadeiro como listras, bolinhas e tudo que sua imaginação imaginar. As roupas dos palhaços servem muito como inspiração para montar esse “espetáculo ”.

CIRCO

Festa infantil tema circo

 photo mesa-clean-festa-circo_zpsbel3vzjz.jpg

 photo festa_circo_zpscfzcvlyb.jpg

Bolo

Uma dica boa é trazer sempre o que tem no circo como, estrelinhas, bolinhas, listras, varinha mágica, palhaços, malabares, cartolas, caixas. Nesse tema o que não faltam são opções para um lindo bolo.
 4fccc107f15967310a4e54148d11b0e7_zpsxhycmwyq.jpg foto

 95a06b1261ac5bd0507958cf7b7819d8_zpsb0mbowdp.jpg foto

Docinhos e comidinhas

Sempre com lindos doces e o colorido do tema vermelho, amarelo vai deixar a mesa linda e convidativa.

Não se esquecer de servir com as comidas típicas de circo. Algodão-doce, pipoca, cachorro-quente, maçã-do-amor, mas também  se tiver novas ideias, pois novidades são sempre bem-vindas e fazem o diferencial da festa.

 foto 2b7cdf0964ed7b7340e3d088a9cece9b_zps3y3yk6dr.jpg

 photo 5f56421efa0e2d466745229e015593eb_zps80xioqon.jpg

 023e40d07cc4d579c4cce84bfabdab20_zpsir8lojfx.jpg foto

 

 photo festa-infantil-circo-21_zpsbqsihqyk.jpg

Pode fazer o bolo simulando uma tenda de circo. O que acha? Em cima dela, fazer a decoração do bolo, docinhos e  sempre com os balões e bonecos  no “picadeiro”.

Sobre as guloseimas, lembrando sempre o próprio circo o que é servido nos espetáculos: Pipocas coloridas ou não, amendoins, cachorro quente , cocadas, algodão doce, maçã do amor, entre outras delícias. Sempre use a sua imaginação e capriche!

 


Comentários
3
Compartilhe este post
Pin It

Até onde vai o nosso Julgamento

JULGAMENTO

Olá mamães nos últimos dias uma notícia muito triste vem deixando muito julgamento a solta, sobre o caso dos pais de menino morto por jacaré na Disney.

Quando ouvi essa notícia pela primeira vez não estava perto da televisão, confesso que pensei com os meus botões : Coitado desses pais, e como foi isso? Ir a um lugar com jacarés levando minhas filhas, nem pensar.

De qualquer maneira o pré julgamento veio antes de saber o real fato e o lado dos pais nessa história.

A morte do menino de 2 anos,  que foi arrastado por um jacaré, o qual o pai tentou deter na Disney, Flórida (EUA), causou diversas reações nas redes sociais.

O que me levou a refletir sobre os julgamentos a esse pais em particular, críticas severas vinda de pais a outros pais, e isso me chamou atenção principalmente neste caso.

Até onde vai o nosso Julgamento

“Infelizmente, vivemos em uma época em que acidentes não podem acontecer. Acidentes, (Evento imprevisto e indesejável, instantâneo ou não, e que resultou em dano à pessoa, dano ao patrimônio ou impacto ao meio ambiente.) parece que foi banido de alguma forma, lugar ou circunstância, não acontecem mais. Por quê? Será que alguém a não ser Deus pode prever um acidente.  Nós nos tornamos uma nação que julga, culpa e constrange os pais.”

A tragédia que foi acometida por esse garotinho, a qual foi impossível de prevenir foi associada à negligência ou falta de atenção dos pais. Li vários comentários sobre a notícias e a perguntar que mais li foi ‘Onde estavam os pais?’ ‘Isso é o que acontece quando você não toma conta dos seus filhos’, ou ‘Eu jamais deixaria isso acontecer com o meu filho’”.

Vamos nos colocar agora um pouco no lugar desses pais que irão fazer suas malas pegando os pertences do seu filho morto e   voltando para a casa sem um de seus filhos, nunca mais poderá olhar em seus olhos ou carrega-lo em seu colo e farão uma jornada sem fim para casa. E eles vão sofrer todos os dias pelo resto de suas vidas.

Faço das palavras da Melissa as minhas que relata o que diria se encontrasse os pais do garotinho.

“Para a mãe e o pai que fizeram um passeio nas férias pela última vez com seu garotinho: sinto muito que vocês tenham passado pelo pior tipo de tragédia possível, um acidente. Estou em luto com vocês. Seu bebê era meu bebê. Não tenho nada além de amor para vocês. […] É esse tipo de coisa que se diz. Isso e mais nada. Parem de culpar. Parem de constranger. Nos momentos mais difíceis, será que podemos simplesmente amar outros pais, por favor?”.

 


Comentários
3
Compartilhe este post
Pin It