EMOCIONANTE VÍDEO: Bebê Ressuscita no Colo da Mãe

Olá mamães, hoje assistir a um emocionante vídeo que me marcou muito, o quanto uma mãe é importante para o seu filho.

EMOCIONANTE VÍDEO

emocionante vídeo

Um emocionante vídeo que mostra que através do amor de uma mãe o filho ressuscita.

Um anúncio tailandês que já emocionou a milhares de pessoas, pois através desse vídeo mostra até onde o verdadeiro amor de uma mãe pode chegar (a ressurreição), garanto que após você vê esse vídeo, não irás conter a emoção.

A mãe ao se despedir do seu bebê morto, o pega no colo e derrama todo o seu amor incondicional sobre ele, contrariando a todos os fatos científicos sobre a morte e a vida, milagrosamente acontece algo mágico.

O amor de mãe é um amor que nasce absoluto, único, constante e consegue atravessar a vida, se duvidar até a morte.

Um vídeo de um comercial tailandês emocionante que vale a pena ser compartilhado com todos.

Não há explicação para este amor arrebatador.

Amor que não mede forças para defender, é capaz de sentir dor sem doer, de chorar sem entristecer, de alegrar-se com suas vitórias e chorar em suas derrotas.

Amor de mãe é algo que não pode ser comparado com nada. É tão sublime, tão profundo, tão intenso, tão sincero…

É um amor que nasce desde um positivo, uma ligação criada por um cordão umbilical que cresce a cada dia, que dura pra sempre. Amor de mãe é eterno, amor de mãe é mágico.

Esse é um vídeo de comercial, que me marcou, e me mostrou o quanto uma mãe pode amar o seu filho, já li relatos de filhos dados como morto e voltar a vida, tudo permissão de Deus.

A perda de um filho é muito doloroso, que Deus nos livre e nos guarde , proteja a nossa família debaixo das suas mãos poderosas.


Comentários
0
Compartilhe este post
Pin It

16 ilustrações engraçadas e verdadeiras sobre ser pais

Olá mamãe , hoje trago 16 ilustrações de como ser pais, de uma maneira divertida mais verdadeira.

Essas ilustrações vem invadindo o face e o instagram com sua realidade e até eu aderir a esses cards maravilhosos, que me identificar no dia a dia. Mas de quem são essas ilustrações? Vem comigo.

16 ILUSTRAÇÕES

16 ilustrações engraçadas e verdadeiras sobre ser pais

 16 Ilustrações de Betje

Por mais de 10 anos faz Betje.com ilustrações para um grupo diversificado de clientes. De livros didáticos, cursos, apresentações, anúncios e ilustrações para revistas, presentes pessoais. Betje.com é bom em traduzir mensagem complicado ou chato para uma ilustração cativante. Uma história que é divertido em si mesmo pode ser complementada com desenhos alegres. Por isso, é mais provável que o leitor começa a trabalhar sobre a história.

Quem é Betje a criadora

Que bom que você me achou! Sou enfermeira e eu vou ser feliz para contar sua história. Isso é o que eu sou bom em: traduzir uma mensagem para uma imagem que agrada a todos e entender.

Todos os meses milhares de pessoas enviam cartão Betje.com. Estes cartões são muito mais do que uma imagem bonita com texto como “parabéns” ou “obrigado”. É a visualização de seus sentimentos, você deixá-lo mostrar que você simpatizar!

Nos últimos 15 anos, tenho desenvolvido um estilo de desenho cartoony muito distinto. Eu só gostaria de acrescentar humor em minhas ilustrações. Uma imagem conta a história em um segundo com humor, é a mais poderosa forma de comunicação que existe.

O que mais me chamou atenção nessas ilustrações é que dessas 16 eu já vivi 12 kkk isso mesmo, a do computador por aqui é a mais freqüente sem tirar e nem por.

Agora conta qual dessas ilustrações você mais se identificou, caso tenha alguma história vou amar ler nos comentários

Até a próxima com muito mais informações.

Fonte http://betje.com/


Comentários
2
Compartilhe este post
Pin It

A Mais Linda Canção

LINDA CANÇÃO

linda canção

Mãe é tudo de Bom!!!

Mãe é a mão amiga na hora em que se precisa,
É o calor do abraço que protege do frio,
É os braços que aconchega e aproxima.

Mãe é sombra em que descansamos e o berço que nos embala,
Mãe é o colo em que levemente adormecemos,
É a base em que vivemos e crescemos,
Mãe é tudo de Bom! Mãe querida tu és o amor…

Mãe é a brisa que refresca e a chuva em que a criança faz a festa,
Mãe é a brincadeira na grama, no balanço ou na lama, é liberdade e favor.
Mãe é consolo quando choramos, é conforto quando sofremos,
Mãe é tudo de bom! Mãe é o seio do amor.

Mãe é o beijo que faz bem,
É o carinho que acalma, é o toque que cura,
Mãe é voz doce de acalento,
Mãe é beleza e ternura.

Mãe é a voz de uma linda melodia,
É companhia na noite escura e a luz no raiar do dia,
Mãe é socorro e alimento, é energia e sustento,
Mãe é paixão e sentimento,

Mãe é eterna e nunca morre,
Passa tudo, passa o tempo,
Mas seu amor é inesquecível,
No peito se guarda por dentro.

Mãe é o sorriso e alegria, é emoção que contagia,
é paz, amor e inspiração,
Mãe é a força sem medida, é repouso é guarida, é perfume e a flor,
Mãe é uma dádiva divina, que não se entende e nem se explica,
Mas de tudo é a explicação,
Mãe é simplesmente tudo, mãe é tudo de bom!!!

Mãe é amiga e companheira, é fiel e verdadeira,
Nos entende como ninguém.
Mãe é o valor incalculável, é um ser iluminado,
Feliz é aquele que a mãe tem.

Mãe abençoa e é abençoada,
É quem nos guia na estrada,
Mostra o caminho a seguir.
Mãe não mede a distancia,
A fé de mãe sempre alcança,
Quer ver o filho a sorrir.

Mãe cuida e se preocupa, às vezes chora e se machuca,
Mas faz de tudo por amor,
Aconselha, explica e ensina,
Com paciência se dedica,
Do filho nunca abre mão,
Mãe é um presente dado por Deus,
É quem completa a nossa vida,
é parte do nosso coração.
Mãe é assim, é simplesmente tudo de bom!!!

Autor: Josias Silva (js)

Vejam mamães que lindo e emocionante este vídeo. Cliquem na imagem para assistir.

Mãe é tudo de Bom!!!

Cristina Mel

 

 


Comentários
1
Compartilhe este post
Pin It

Depois de duas gestações, blogueira compartilha as mudanças pelas quais seu corpo passou e ressalta a importância de se amar independentemente da forma física.

CORPO

À esquerda é o meu corpo antes de ter filhos.

Não, essa não é uma foto de antes e depois de perder peso. Mas é uma história de vitória.

Eu escrevo isso do meu coração. Dói.

Sem marcas ou cicatrizes do piercing no umbigo. Um umbigo que era alto. Uma barriga reta. Eu estava sempre de dieta naquela época. E essa foi a melhor dieta que eu fiz. Eu costumava tirar fotos do meu progresso. Publicar essa foto não era ruim, era como se eu estivesse usando um biquíni. É socialmente aceitável.

Eu tirava fotos do meu progresso porque ele significava que eu estava perto de ter um peso que me faria amar a mim mesma. Eu não comia carboidratos e quase nenhum vegetal. Apenas carne. Mas eu adorava porque eu estava perdendo peso rapidamente e quanto mais meus ossos ficavam salientes, mais eu me valorizava. Eu acabei passando a odiar carne e a estar sempre com azia. Mas ainda assim eu olhava para essa foto, para essa imagem de mim mesma, como se fosse gorda. Não tinha nada errado com a minha aparência. Meu corpo era meu.

Ninguém me falava nada, as pessoas comentavam que eu parecia saudável. Lembro-me das pessoas perguntando qual era minha rotina de exercícios… Eles me deixavam admirada. Eu me deixava admirada! Eu comprei um guarda-roupa todo novo. Eu estava tão orgulhosa. Eu ostentava.

Na foto da direita sou eu atualmente. Marcas de estrias. Um umbigo caído. Maior, com menos ossos aparentes e mais marquinhas de celulite. As pessoas não querem ver essa foto. De repente, não está mais ok. Não é mais prazeroso ver. Não é um corpo para ser admirado.

Esse corpo não é resultado só da carne. É resultado de comer tudo. Frutas, vegetais, carboidratos, massa, arroz, bolo, chocolate… Às vezes até 20 nuggets de frango. Peixe… Não é sempre saudável, mas 99% é. Os nuggets são só para quando eu estou cansada… Juro.

As marcas e as estrias e a barriga nada firme são porque eu fiz seres humanos. Porque eu comi um pouco mais de bolo, porque eu bebi um pouco mais de vinho. Porque eu fazia bolos de caneca às nove da noite e me aconchegava no sofá com o meu marido. Mas por alguma razão, eu não gostava desse corpo. Era triste.

Esse corpo não merecia uma lingerie sexy ou um guarda-roupa novo. Às vezes eu nem queria tirar fotos de grávida porque eu tinha vergonha do quão grande eu estava. Eu não admirava esse corpo.

Eu sentia como se as pessoas estivessem me forçando a amar meu corpo. “Você só tem um”… Bem, eu não me importo. Eu quero ser magra. Mas droga, quando eu era, não me sentia feliz. E certamente não era saudável.

Mas você quer saber? Eu alcancei mais coisas com esse corpo do que consegui com aquele antigo. Eu comi comidas mais gostosas. Eu vivi mais, eu me entreguei mais, eu curti mais. Eu criei vida. Esse corpo, ESSE sim deveria ser celebrado e admirado.

Eu deveria me admirar. Eu deveria me amar.

Eu entendo isso agora. Celebrar todos. Todos os tipos de corpo e todas as histórias que esses corpos carregam. Acima disso, a PESSOA deveria ser celebrada. Corpos saudáveis são celebrados. Mas saudável deveria ser aquilo pelo que a gente luta. Mentes saudáveis, jornadas saudáveis e todas as formas em que isso pode se refletir no nosso corpo – é isso que a gente deveria admirar.

Eu ainda quero parecer como na primeira foto, sem dúvidas. Eu sinto falta daquele corpo e isso me deixa triste. Mas eu quero chegar lá de um jeito saudável física e mentalmente. Eu quero ficar orgulhosa e estar em paz com esse corpo. E eu quero gostar de como sou agora.

Não… Eu quero amar como eu sou agora.

Não importa o seu tamanho, se você veste PP ou XG. Você merece celebrar. Lingerie sexy E roupas novas.

Então ame seu corpo, porque é verdade verdadeira, é o único que você tem (pelo menos nessa vida)!

E de qualquer forma ainda é sexy usar as “calcinhas da vovó”! Oba
Mum on the Run


Comentários
3
Compartilhe este post
Pin It