Câncer de colo do útero!

Você com certeza já ouviu falar em alguém que teve alguma alteração em seus exames de Papanicolau.

Mas será que qualquer alteração é motivo de alarme?

Hoje, aqui no blog Mamãe de Duas Oficial, Dr. Bruno Jacob fala sobre o temido câncer de colo do útero!

No Brasil é o terceiro câncer mais comum em mulheres, perdendo apenas para pele e mama.

São registrados 500mil novos casos por ano no mundo e leva 230.000 a óbito por ano, segundo o INCA.

Esses números são de assustar, principalmente se tratando de uma doença tão facilmente previnível.

No Brasil existem cerca de 6 milhões de mulheres, entre os 25 e 45 anos, que nunca realizaram exame de Papanicolau na vida.

O exame de papanicolau, ou colpocitologia oncótica, é rapido, simples e barato. Ele consegue indentificar lesões no colo do útero que podem vir a se tornar lesões malignas no futuro, e uma vez descobertas precocemente, o tratamento é muito mais eficaz.

A OMS preconiza que todas as mulheres a partir dos 25 anos realizem o exame preventivo anualmente, caso dois exames consecutivos sejam negativos, o acompanhamento pode ser trimestral.

A idéia é identificar lesões causadas pelo HPV, que é responsável por 99% dos casos de câncer de colo do útero.

CÂNCER

Mais sobre o Câncer de colo do útero e HPV:

Papilomavírus humano, o HPV, vírus que possui sua principal transmissão por via sexual e coloniza pele e a mucosa (pênis, vagina, ânus, boca e colo do útero por exemplo).

Esse vírus, responsável por 99% de todos os casos de câncer de colo de útero, é mais comum do que se imagina, estima-se que no Brasil 2 milhões de novos casos de HPV são registrados todos os anos!

 

🙋🏻Fiz o exame, descobri que tenho HPV. E agora doutor?🙋🏻

Ainda não há cura para esse vírus , mas há controle, e deve-se realizar rigorosamente para evitar as complicações que o vírus acarreta.

➡️SINTOMAS:

A grande maioria das infecções por HPV não apresenta sintomas, a paciente apenas descobre no exame de rotina com o ginecologista.

Quando presente, o principal sintoma são as verrugas genitais, que podem estar na vulva, no períneo, no ânus e em outras áreas. E

➡️VACINA:

As evoluções na biomedicina permitiram a criação de uma vacina para prevenção do HPV, o ideal é que se vacine as meninas entre 9 e 13 anos e idade.

Atualmente também é possível vacinar meninos de 12 a 13 anos.

➡️TRATAMENTO:

Como foi dito, o HPV em sí não possuí cura, mas possui controle.

No caso das verrugas genitais elas podem ser cauterizadas com laser ou ácido, porém sempre existem chances das lesões aparecerem novamente, com necessidade de novas cauterizações.

Caso você tenha alguma alteração no Papanicolau o seu médico solicitará uma colposcopia que é realizada com auxílio de uma lupa esse exame avalia as lesões na vulva e no colo do útero, e a captura híbrida que mostra se a mulher teve o contato com o vírus, e mostra os subtipos.

A fragmento retirado na colposcopia passa por uma biópsia, e ela mostrará o risco cancerígeno das células do colo.

Se confirmado câncer, o tratamento pode ser feito com cirurgia, na qual é retirado o útero por completo, juntamente com outras estruturas adjacentes. O acompanhamento pós cirurgia é feito com exames de imagem, afim de rastrear metástases da doença.

O índice de cura é alto.

Realize papanicolau todo ano

Cuide-se e na dúvida procure seu médico.

 

Por Dr. Bruno Jacob
Instagram: @drbrunojacob
www.facebook.com/drbrunojacob

PLACA


Comentários
0
Compartilhe este post
Pin It

Vem aí uma vacina contra a diabetes

Quando li a noticia da vacina contra o diabetes não podia deixar de compartilhar perdi dois avós para essa doença.

VACINA CONTRA O DIABETES
Cientistas anunciam a eficácia, em humanos, de um imunizante para o controle do tipo 1 da doença. Além disso, a ciência apresenta novos remédios e até a criação de pâncreas artificial

Pesquisadores da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, anunciaram na última semana um passo importante em direção à primeira vacina contra a diabetes. Os cientistas criaram um imunizante que se mostrou eficaz para controlar, em humanos, o tipo 1 da doença, que ocorre porque o sistema imunológico do próprio corpo passa a atacar as células beta, situadas no pâncreas, que fabricam a insulina. O hormônio permite a entrada, nas células, da glicose circulante na corrente sanguínea. Com menos insulina, há um acúmulo de açúcar no sangue, o que caracteriza a diabetes. O outro tipo, o 2, é resultado de alterações promovidas principalmente pela obesidade.

VACINA CONTRA O DIABETES

Programa Domingo Espetacular da Rede Record

A vacina contra o diabetes impediu o ataque de um tipo de célula CD8 – integrantes do sistema imunológico – às células beta (leia mais no quadro). “Estamos muito excitados com o resultado. Sugere que o sonho de interromper o ataque do sistema imunológico a células específicas pode ser realizado”, afirmou Lawrence Steinman, um dos líderes da pesquisa realizada com 80 pacientes. Os cientistas planejam expandir os experimentos para investigar a eficácia do remédio em mais indivíduos.

Interromper a destruição comandada pelo corpo é um dos objetivos perseguidos por cientistas em todo o mundo. Recentemente, a Diabetes UK, entidade inglesa de combate à doença, anunciou um ambicioso projeto de pesquisa em busca de uma vacina com esse propósito. Por essa razão, o feito dos americanos foi saudado. “Pela primeira vez temos evidência da eficácia de uma vacina em humanos. É um passo significativo em direção a um mundo sem diabete tipo 1”, afirmou Karen Addington, especialista inglesa.

Assista o Vídeo sobre a vacina contra o diabetes

 


A notícia da vacina contra o diabetes somou-se a outras boas novidades divulgadas na semana passada. Nos Eua, onde ocorreu o congresso da Associação Americana de Diabetes, anunciou-se entre os avanços (leia no quadro) a chegada de um pâncreas artificial, capaz de equilibrar os níveis de insulina no organismo. Produzido pela Medtronic, o aparelho está sob avaliação do Food and Drug Administration, órgão americano responsável pela liberação de aparelhos de saúde. “Essa tecnologia é um passo importante para a criação de um sistema de entrega de insulina mais inteligente”, disse Rich Bergenstal, investigador principal da pesquisa apresentada para a aprovação do dispositivo.

O pâncreas artificial é dotado de um sensor e um software acoplados a uma bomba de insulina e promove a liberação do hormônio de acordo com a necessidade. Dessa forma, diminui o risco de crises de hipoglicemia, um dos reveses mais comuns no controle da doença. “Alguns médicos até demoram a receitar a insulina, de tão complicado que pode ser sua aplicação”, diz o médico Freddy Eliaschewitz, de São Paulo, presente no encontro americano. O administrador de empresas Luiz Carlos Teixeira, 63 anos, de São Paulo, toma cuidado para não sofrer com o problema. “Procuro me alimentar bem”, diz.

Fonte: ISTO É


Comentários
6
Compartilhe este post
Pin It

Quando surgiu o surto de Microcefalia em bebês por causa do Zika, fiquei preocupada. Como um simples inseto poderia prejudicar tanto.

Para ficar mais informada fui pesquisar mais sobre essa doença que vem afligindo o nosso país.

MICROCEFALIA

Microcefalia em bebês

O que é microcefalia

É uma condição neurológica em que a cabeça e o cérebro da criança é menor comparado a de outras criança da mesma idade e sexo. A microcefalia normalmente é diagnosticada no início da vida e é resultado do cérebro não crescer o suficiente durante a gestação ou após o nascimento.

Uma criança com essa doença pode apresentar atraso mental, dificuldade em andar, problemas na fala, hiperatividade e convulsões. Além disso  as crianças apresentam a cabeça menor que o normal, podendo necessitar de ajudar para comer, tomar banho e andar por exemplo.

MICROCEFALIA

Sessão de Fisioterapia

Como tratar a Microcefalia

A microcefalia não tem cura, e o tratamento pode ser feito com sessões semanais com fonoaudiologia, terapia ocupacional e fisioterapia para estimular e diminui o retardo metal da criança e o desenvolvimento tardio.

Dicas para melhor a vida de uma criança com Microcefalia

Para melhorar a fala, é necessário o acompanhamento de um fonoaudiólogo, além disso os pais devem cantar pequenas canções e falar sempre olhando nos olhos, os gestos ajudam muito.

Fazer fisioterapia essas sessões evitam o atrofiamento e aumentam o equilíbrio. Pilares, alongamentos podem ajudar.

Terapia ocupacional ajuda a criança serem independentes como escovar os dentes sozinhos, tentar comer sozinho entre outras tarefas comuns.

É importante deixa a criança em escolas normais, para que ela possa interagir ao máximo com outras crianças. Brincadeiras em frente ao espelho.

Em alguns casos será necessário o uso de remédios, e em outros a cirurgia, os casos são vastos, não existem apenas um caso isolado, não se pode generalizar, tem crianças que vão se adaptar de uma forma incrível diante dessa doença e outras não.


Comentários
4
Compartilhe este post
Pin It

Exercícios para fazer com o Bebê

Exercícios para fazer com o Bebê

Hoje trago dicas de exercícios para fazer com o bebê, pois qual a mamãe depois da gestação não quer ter o corpo de volta, ou ficar em forma, voltar a usar aquela calça, ou vestir aquele vestido que foi guardado no guarda-roupa há um bom tempo, mais toda vez você que começa uma dieta ou a fazer atividades físicas, lá vem as desculpas, como “não consigo”, “não tenho tempo”, entre outras, mas não fique triste, isso acontece com muitas mulher, e vem acontecendo comigo, mais está na hora de dar um chega pra lá nessas desculpas, pois até mesmo com o baby ao seu lado nesse momento você poderá se exercitar e melhor ainda sem sai de casa.

Estive pesquisando pela net alguns exercícios, pois toda vez que dou inicio as caminhadas eu desisto, então queria fazer algo em casa o qual também dei inicio há meses atrás e parei, mais tudo isso começou a me incomodar, e cai na realidade que estou sedentária demais, imagino que muitas mulheres já tenha lido isso, ou ouvido por ai, se não começar nunca irei fazer nada e se eu parar posso retomar.

Ter um bebê em casa é maravilhoso mais também significa desdobrar-se para desempenhar inúmeras tarefas. Geralmente a mãe não dispõe de muito tempo para se exercitar, ou fazer qualquer coisa, mas existem atividades que podem ser feitas com a participação dos pequenos.

Para isso comece a fazer 3 vezes na semana e a partir do sexto mês do bebê, quando ele começa a sentar sem apoio. Escolha o melhor horário dele, e evite realizar os exercícios quando estiver com as mamas cheias de leite. Pois pode deixar as mamas doloridas e corre risco de traumatismo. Se ele se irritar, ficar chorando pare faça outra hora, até outro dia. Para aquecer, antes de iniciar a série, caminhe por cinco minutos com o bebê no carrinho ou no colo, em casa mesmo se preferir e no caso de ser no colo alterne o braço que segura o bebê a cada um minuto.

exercicios-para-fazer-com-a-ajuda-do-bebe

EXERCÍCIO 1 | PARA TRABALHAR OMBROS E BRAÇOS

Em pé, segure o bebê –que deve estar de frente para você– pelas axilas, com as duas mãos, mantendo os cotovelos grudados na lateral do seu corpo. As pernas devem estar abertas na largura do quadril. Estenda os braços para cima, elevando o bebê acima da sua cabeça, e volte à posição inicial. Tenha cuidado para não chacoalhar muito a criança, para evitar que ela sinta náuseas. Faça duas séries de 12 repetições

exercicios-para-fazer-com-a-ajuda-do-bebe-

EXERCÍCIO 2 | PARA TRABALHAR O ABDOME

Coloque o bebê em um colchonete, sentado ou deitado, e deite-se com a barriga para cima em outro. Posicione a mão esquerda atrás da cabeça e estenda a direita lateralmente. Apoie o pé esquerdo no chão. Para executar o abdominal, flexione a perna estendida e eleve o tronco, de modo que o cotovelo vá em direção ao joelho. Volte à posição inicial. Repita o mesmo exercício alternando pernas e braços. Faça duas séries de 12 repetições para cada lado.

 exercicios-para-fazer-com-a-ajuda-do-bebe

EXERCÍCIO 3 | PARA TRABALHAR OS GLÚTEOS

Coloque o bebê no colchonete e deite-se de frente para ele. Apoie a cabeça no bíceps, flexionando o cotovelo e mantendo as pernas estendidas. Então, flexione o joelho que está em cima em direção ao abdome, e retorne à posição inicial. Ao fim da série, deite-se na outra ponta do colchonete, para não ter de mudar o bebê de posição e continuar olhando para ele. Repita os movimentos. Faça duas séries de 12 repetições para cada lado.

exercicios-para-fazer-com-a-ajuda-do-bebe

EXERCÍCIO 4 | PARA TRABALHAR O PEITORAL E OS BRAÇOS

Deite-se com a barriga para cima com os pés apoiados no chão e coloque o bebê sentado de frente para você, no seu abdome. Segure-o pelas axilas e estenda os braços –levando o bebê para cima– na direção do seu peito. Retorne à posição inicial. Tome cuidado para não chacoalhar muito a criança, pois o movimento pode deixá-la enjoada. Faça duas séries de 12 repetições.

 Exercicios-para-fazer-com-a-ajuda-do-bebe

EXERCÍCIO 5 | PARA TRABALHAR OS ADUTORES E ABDUTORES

Deite-se com a barriga para cima e coloque o bebê sobre o abdome, segurando-o pelas mãos. Estique as pernas, mantendo-as apontadas para o teto. Como se fosse uma tesoura, afaste e una as pernas. Faça duas séries de 12 repetições.

exercicios-para-fazer-com-a-ajuda-do-bebe

EXERCÍCIO 6| PARA TRABALHAR O ABDOME

Deite-se de barriga para cima com os pés apoiados no chão. Coloque seu bebê sobre o abdome e segure-o com as mãos. Deixe as pernas flexionadas e eleve o tronco em direção a ele, como se fosse executar um abdominal. Ao se aproximar da criança, solte o ar no rosto dela, que provavelmente vai se divertir com a brincadeira. Faça duas séries de 12 repetições.

 exercicios-para-fazer-com-a-ajuda-do-bebe

EXERCÍCIO 7 | PARA TRABALHAR O ABDOME

Deite-se de barriga para cima, com as pernas flexionadas e elevadas, formando um ângulo de 90º. Coloque o bebê sobre suas pernas, de barriga para baixo, e segure-o pelas mãos. Mexa as pernas para frente e para trás, em um movimento curto. Mantenha as pernas bem firmes, para que o bebê não balance demais e não sinta náusea. Você pode fazer barulho de avião com a boca, para brincar com a criança. Faça duas séries de 12 repetições

Espero que os exercícios ajudem a chegar a sua meta.


Comentários
7
Compartilhe este post
Pin It