Resultados para: receita

Restaurantes do Festival de Gastronomia e Cultura da Roça de Gonçalves

Você também é um admirador do sabor da comida feita no fogão à lenha, em panelas de ferro ou barro? Então com certeza vai se apaixonar pelo 5º Festival de Gastronomia e Cultura da Roça de Gonçalves, que deve acontecer entre os meses de outubro e novembro deste ano. As receitas são preparadas com ingredientes produzidos e cultivados na cidade, fresquinhos. A paixão pela cozinha é algo tradicionalmente passado de geração para geração, o que faz de cada prato ainda mais especial.

O restaurante Ao Pé da Pedra, Restaurante da Vilma, Restaurante e Pizzaria Varandinha, Restaurante Nó de Pinho, Restaurante Três Irmãs, Restaurante Zé do Ovídeo e Glória, Janelas com Tramela, Rosa Madeira, Sauá, Senhora das Especiarias, Forneria da Roça, Libertas Pão, Circo e Bar do Zezé são alguns dos participantes. O Festival também conta com a presença das Quituteiras Rosely, Dona Dita; Dona Lázara e Patrícia.
Todos eles preparam anualmente suas receitas exclusivas e servem com o maior carinho para os clientes no evento e também em seus próprios estabelecimentos.

Para te deixar com mais vontade, veja só algumas delícias servidas no 3º Festival:

goncalves-festival.2
O restaurante Ao Pé da Pedra preparou o “Toque de Banana”, uma polenta frita de banana, bolinho de batata e banana acompanhados de arroz, feijão e linguiça. Já o Dona Vilma serviu a “Carne de Lata com Virado de Banana”, uma carne de porco com virado de banana acompanhado de arroz e tutu de feijão. Janelas com Tramela Restaurante preparou um “Arrumadinho de Banana”, chips de banana, bolinho de arroz, feijão e banana, tempurá de banana com molho de iogurte, gengibre e limão.

goncalves-festival.3
O restaurante Mantiqueira preparou uma “Truta à Mantiqueira”, truta com farofa de banana e arroz. Rosa Madeira Restaurante fez um delicioso Ravioli de Banana da Terra Caramelizada com Ragu de Rabada.

goncalves-FESTIVAL

 

O Sauá Restaurante preparou a mais deliciosa Costelinha de Porco ao Molho de Goiabada com Couve Refogada e Banana em Crosta de Castanha do Pará. E a última delícia que preparamos para te deixar com gosto de quero mais foi a do restaurante Três Irmãs, que fez o famoso “Mineiro Com Tudo”, um bolinho de banana e legumes acompanhado de carne de porco, arroz, tutu de feijão e couve.

Para reservar pousadas em Gonçalves acesse http://www.roteirodeturismo.com.br/hoteis-e-pousadas/minas-gerais/goncalves/


Comentários
14
Compartilhe este post
Pin It
ALIMENTAR

Meu Filho Não Quer se Alimentar Direito

As crianças precisam se alimentar bem né mesmo, mais de uns dias para cá a minha filhota não quer comer mais nada, se come uma colher é muito, levo a metade da minha manhã na cozinha fazendo uma comida saudável e balanceada e minha pequena muitas vezes não quer nem experimentar , quantas mamys não passaram e se identificam nessa situação.Você faz aviãozinho, monta uma carinha engraçada no prato, usa toda a sua lábia, inventa histórias, promete mundos e fundos se ele provar… mas seu filho se mantém teimoso, e não tira a mão da frente da boca.

Se forçar, piora, ele cospe tudo, faz que vai vomitar e ainda abre o berreiro.O que acaba acontecendo é você acaba trocando o jantar por um iogurte, fica frustrada e o pequeno ainda se alimenta mal. O que fazer?

Para começar em 80% dos casos as crianças negam se alimentar direito é um comportamento normal, falta de apetite pode acontecer por diferentes motivos até para chamar sua atenção, por que os filhos sabem a importância que os pais dão a alimentação.

O que fazer para que seu filho venha se alimentar bem

*Não deixe isso virá um habito;
* Não faça mistura de alimentos, cada verdura, cada fruta por vez;
*Seja o exemplo, se seu filho vê você se alimentar direito e saudável ele vai querer fazer o mesmo;
*Aposente de vez o aviãozinho, a hora de comer é hora de comer nada de distrações;
*Se um alimento foi recusado substitua por um do mesmo grupo nutricional;
*A criança come primeiro com os olhos então fazer comidinha e lanches divertidos é uma ótima opção;
*Instabilidade alimentar é normal pode variar assim como o humor, então recompense o valor nutricional no dia seguinte;
*Resista as birras e imponha limites, mantendo horários fixos para as refeições;
*Se Alimentar não é recompensa nem castigo, nada de troca “se”;
*Não ceda a chantagem da greve de fome;

Se vocês já estão no caminho errado por ceder o que muitas vezes eu já cedi, ou conseguiu que seu filho comece mais não a alimentação saudável que ele necessita comer, mesmo cansada invista em novas receitas, use o truque das três garfadas, leve seu filho para a cozinha com você e deixe claro que ele pode até não gostar, porém para ele dizer que não gosta tem que experimentar primeiro.

Para que seu filho venha se alimentar direito depende muito de você uma delas é nunca desistir e a outra é bem simples não oferecer bobagens.

ALIMENTAR

Meu Filho Não Quer se Alimentar Direito


Comentários
18
Compartilhe este post
Pin It

Alimentos que as Grávidas Não Podem Comer

Quando estiva grávida das meninas, tinha muito medo de comer alguns alimentos como ovos mal passado e salsicha crua, pois me falaram que não podia, na época nem fui olhar, mais preferir prevenir do que remediar, mais será mesmo que tem restrições para as grávidas, e em busca dessa verdade fui pesquisar.

Sim tem alimentos que podem ser nocivos a saúde das mamães e bebês e é melhor evitar, alguns nutricionista  cortam do cardápio das gestantes alguns alimento não para impedir delas comerem e sim para terem cuidados redobrado evitando assim qualquer problema durante os nove meses.

Trago alguns alimentos para deixar fora da geladeira e dispensa das gestantes

 photo file-tilapia_zpsrvskqlh7.jpg

Carnes e peixes crus

A carnes brancas, e vermelhas tem proteínas e tem que está no cardápio das grávidas, porém esses alimentos consumidos cruos ou mal passadas não prejudica o desenvolvimento do bebê. O problema é a possível contaminação por bactérias e protozoários, que depende da armazenagem e da procedência.
 photo mi_972318157724318_zpswtbaiygq.jpg

Cafés e bebidas energéticas

Bebidas estimulantes,  no caso o café, causam o aumento da frequência cardíaca em todo mundo que as consome. Porém, as gestantes já possuem essa frequência alterada, devido ao desenvolvimento do feto e à maior circulação de sangue dentro do corpo. Investir neste tipo de bebida pode contribuir para que a pressão arterial vá às alturas, o que pode ser prejudicial para o desenvolvimento da criança. Além disso, as bebidas energéticas possuem vários conservantes em sua composição. Como não existem estudos que comprovem a segurança total de seu consumo, melhor passar longe!
 photo Cha-Verde-650 - Copia_zpsyy22qxfi.jpg

Chás

Toda a erva pode ter, em grandes quantidades, substâncias prejudiciais, inclusive inflamatórias ou que afetam o trato gastrointestinal, podendo provocar diarreias. Os chás comuns, como erva-doce, camomila e hortelã, podem ser tomados sem preocupação, desde que moderadamente. Chás mate, verde, branco, preto, canela e sene devem ser evitados.
 photo e201Bebida-alcolica-d-mau-hlito - Copia_zpso1svtomf.jpg

Bebidas alcoólicas

O  álcool está associado à malformação fetal. Ele pode ultrapassar a barreira placentária e prejudicar o desenvolvimento do bebê ou evoluir para uma gravidez prematura.
 photo f73510b91889_zpskbvnuhn2.jpg

Embutidos

 Alimentos como presunto, salsicha, salame e mortadela são cheios de conservantes. Todo alimento artificial deve ser evitado, devido à presença dessas e de outras substâncias químicas, como os estabilizantes. “Esses componentes são contraindicados durante a gravidez porque, neste período, o sistema imunológico da mulher se torna mais ativo. Daí que o organismo pode reagir exageradamente aos compostos químicos, o que resultaria em uma alergia.
 photo 53b2cc01f2969_zpsx3hzm0sl.jpg

Ovos

 Mal fritos ou cozidos os ovos trazem bactérias que podem causar  entre complicações no e parto prematuro,sem contar que provoca um grave quadro de diarreia e vômitos. E a gravidez é um péssimo momento para enfrentar uma crise dessas. Mas, você não precisa cortar os ovos do seu cardápio. A dica é consumi-los fritos ou cozidos, desde que a gema esteja dura. E nunca negligencie as receitas que levam ovo cru em sua composição e que, portanto, também podem representar riscos. É o caso das maioneses.
 photo soda1025-e1319633915792_zpssedtojyz.jpg

Refrigerantes

 

Podem causar estufamento gástrico, mas não são proibidas Em casos de gastrite ou refluxo, o problema pode ser intensificado.  E as versões zero e light possuem muito sódio, que podem mexer com a pressão arterial, o que é particularmente prejudicial na gravidez.

Esses alimentos consumidos de maneira exagerada, ou de maneira errada podem sim provocar partos, prematuros e complicações no parto o melhor é mesmo ter cuidados e uma boa alimentação na gravidez.


Compartilhe este post
Pin It

A infecção urinária já é ruim em adultos imagina em crianças, minha pequena apresentou nessa semana que passou esses sintomas, levei ao médico e nada, ela toda vez que fazia xixi se contorcia, foi então que veio a confirmação, mais o que é esse mal. 

O que é infecção urinária?

É uma infecção que atinge alguma parte do
sistema composto pelos seguintes órgãos:
os rins, que fabricam a urina os ureteres, que levam a urina dos rins até a
bexiga
a bexiga, que armazena a urina enquanto ela não
é eliminada a uretra, que leva a urina da bexiga até o
orifício por onde o xixi sai.
Em condições normais, a urina segue esse
caminho sem problemas, mas, quando se contamina por bactérias — que costumam
vir da pele em torno dos órgãos genitais, do ânus ou pelo sangue –, pode
provocar inflamação e infecção em qualquer ponto do percurso. Cerca de 8 por
cento das meninas e 2 por cento dos meninos sofrem pelo menos uma infecção no
trato urinário ao longo da infância.
Na maioria das vezes, a infecção urinária em
crianças apresenta sintomas urinários iguais aos dos adultos: ardência,
urgência e frequência urinária aumentada. Mas, em muitos casos, podem surgir
sintomas diferentes e a criança apresentar-se irrequieta, irritadiça, sem fome
e emagrecer. Fica com medo de urinar. Algumas vezes, ocorrem sintomas
digestivos com dor abdominal, náuseas, vômitos, diarreia, febre e até icterícia
(amarelão). Raramente, a infecção urinária em crianças é sem sintomas, mas
quando isto acontece o diagnóstico fica mais difícil de ser feito.

 photo bebe1_zpsavvnxvex.jpg

Como é feito o diagnóstico? E o tratamento?

A infecção urinária é confirmada por meio de um
exame de urina. Algumas horas depois da coleta, o médico já consegue saber se
há ou não contaminação. Se o resultado for positivo, é receitado um antibiótico
oral de amplo espectro, ou seja, capaz de combater diversas espécies
bacterianas. No entanto, só depois de alguns dias é que o especialista
conseguirá saber exatamente qual germe está por trás do problema. É quando
chega o resultado da urinocultura, um teste que consiste em deixar a urina em
um meio apropriado para induzir a multiplicação de bactérias e, assim,
identificá-las. Com esse resultado em mãos, ele avalia se fez a melhor escolha
ou se é preciso mudar o medicamento. Se os sintomas forem muito intensos ou se
a criança apresentar vários casos de infecção em curtos intervalos, há a
necessidade de uma investigação mais profunda para detectar a origem do
problema, que pode ser uma bactéria mais resistente ou alterações anatômicas
que causam refluxo urinário, entre outros problemas.

Tratamento da infecção urinária em bebê

O tratamento da infecção urinária em bebê é
feito com a ingestão de xaropes antibióticos por 7, 10, 14 ou 21 dias,
dependendo do microrganismo envolvido. É importante que os pais deem o remédio
para o bebê até ao último dia, conforme a orientação do pediatra, para que a
infecção urinária não volte.
Durante esta fase, recomenda-se oferecer muitos
líquidos ao bebê e trocar a fralda várias vezes ao dia para evitar que o bebê
fique com a fralda suja por muito tempo, o que facilitaria a entrada de novos
microrganismos nas vias urinárias.
Dependendo do microrganismo envolvido, o bebê
poderá ter que ficar internado no hospital para receber o antibiótico através
da veia. Bebês com menos de 1 mês, geralmente, ficam internados para receber o
tratamento adequado.

 photo 526468-A-limpeza-iacutentima-deve-ser-feita-da-frente-para-traacutes._zpsknwi8xry.jpg

 

Dicas de higiene do jeito certo

1) Na hora da troca de fralda, é preciso fazer
a limpeza da frente para trás, ou seja, da vulva em direção ao bumbum.
2) Toda vez que fizer esse movimento, o algodão
deverá ser descartado.
3) Se o bumbum estiver muito sujo, o certo é
lavar com água e sabonete e depois secar bem.
4) Durante a limpeza, tanto de meninos como de
meninas, é recomendável passar um algodão embebido em água morna e depois outro
seco.
5) Se a menina não usa mais fralda, só o papel
higiênico não bastará. É melhor passar um algodão úmido e secar depois. Quando
ela fizer cocô, lave o bumbum com água e sabonete.
Procure o médico se desconfiar que há algo
errado. As infecções urinárias são fáceis de tratar, mas se não forem debeladas
podem causar danos permanentes aos rins, e até mesmo insuficiência renal.

Compartilhe este post
Pin It