Resultados para: parto

Amamentação prolongada dúvidas e mitos que você ainda acredita

Mesmo com todos os esclarecimentos sobre amamentação prolongada, muitas mamães ainda têm dúvidas sobre o assunto e é necessário desmistificar alguns mitos. Até quando devo amamentar ? E qual preocupação devo ter nessa fase da vida do bebê? Estão entre os temas mais pesquisados na net.

amamentação

Amamentação prolongada

As dúvidas aumentam ainda quando as mães optam por prolongar essa fase da amamentação. De acordo com recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS), o leite materno deve ser oferecido até, pelo menos, dois anos completos de vida.

Ainda acrescento que não existe nada que impeça a mamãe de amamentar seu filho após os dois anos de idade, desde que o leite materno esteja inserido em uma dieta alimentar equilibrada. O desmame precisa ser consciente e natural, ou seja, uma decisão da mãe juntamente com o bebê.

Existem casos também que da parte da mãe há uma dependência de ainda querer amamentar o filho, se for um caso sério é recomendado um acompanhamento com psicólogos.

Algumas dúvidas sobre amamentação prolongada

Amamentar enfraquece a mãe?

Não enfraquece, se a mãe se alimenta direito. A mãe necessita de 500 calorias durante o período de amamentação e não interfere se o bebê mama 30 minutos ou 1 hora. Alimentos naturais, menos industrializados e manter uma dieta equilibrada é o recomendado.

Existe leite fraco?

Mito. Não existe leite fraco. O leite é o alimento mais indicado para o bebê é completo.

Posso amamentar durante uma nova gestação?

Sim, as mães devem continuar amamentando normal mente. Só existem restrições em casos de risco de aborto ou de parto prematuro. Ao nascimento do outro bebê, o sabor do leite será modificado.

A mamãe que amamenta pode consumir bebidas alcoólicas?

É contraindicado, assim como outras drogas lícitas e também ilícitas.

Espero que tenha ajudado você,dúvidas e sugestões mande um e-mail.


Comentários
1
Compartilhe este post
Pin It

Mulher dá à luz no avião e comove o mundo

Mulher dá à luz no avião e comove o mundo

O nascimento de um filho é emocionante e cheio de amor, porém também vem com os sentimentos de insegurança e medo. Por meses planejamos o nosso parto, como ele será, escolhemos a melhor maternidade, o médico entre outros.

Pensa então, quando o nascimento do filho acontece dois meses antes do previsto e… Dentro de um avião! Um susto entanto, não é mesmo?

LUZ

Mãe e filha

Emocionante mulher dá a luz em avião

Pois isso aconteceu na vida real, com uma passageira da companhia aérea filipina Cebu Pacific Air, no último domingo (14). Enquanto fazia sua viagem tranquilamente de Dubai, nos Emirados Árabes, para Manila, capital das Filipinas, a gestante filipina entrou em trabalho de parto e, não tinha o que fazer a não ser dar a luz ali mesmo. Exatamente de uma menina.

O momento foi descrito e registrado por outra passageira do voo. A foto tem repercutido na rede social (já são quase 4 mil compartilhamentos!) e o caso se tornou conhecido em várias partes do mundo achei interessante abordar essa matéria pois pode acontecer com qualquer mulher.

Segundo Missy, a gestante começou a ter contrações quando o avião já estava no ar há cinco horas. Rapidamente, os comissários de bordo chamaram assistência médica e duas enfermeiras que também estavam na aeronave se prontificaram a ajudar.

A cabeça da criança já estava visível, então a mulher foi levada para uma área mais espaçosa, na parte da frente do avião para dá a luz. Alguns minutos depois já se ouviu o choro da recém-nascida. Os comissários improvisaram uma banheira para limpar a bebê e, depois, mãe e filha retornaram para o assento. Uma mulher que também estava viajando e tinha um filho pequeno deu roupas para a menininha que havia acabado de chegar ao mundo.

Mas, mesmo correndo tudo bem, o capitão decidiu fazer um pouso de emergência na Índia para a bebê ser avaliada, já que ela nasceu prematura, com dois meses de antecedência. “O voo foi atrasado mais uma vez (o que era pra ser um voo de nove horas levou quase 18 horas), mas sem reclamações…

Todo mundo naquele avião foi abençoado”, escreveu Missy no Facebook. Ela também fez uma dedicatória à nova mamãe. “Nós entendemos que você está descansando e se dando tempo para cuidar do seu bebê, mas estamos todos esperando pela sua rápida recuperação e por uma vida cheia de felicidade para a sua linda criança”, disse a filipina.

Se você espera que isso nunca aconteça com você, tomara mesmo que não tenha que passar por esse aperto. Mas olha como tudo na vida sempre tem um lado bom: a menininha terá passagens gratuitas na Cebu Pacific Air pelo resto da vida! E uma ótima história para contar, é claro.

Fonte:http://goo.gl/1eflWO


Comentários
1
Compartilhe este post
Pin It

Seeding nova técnica você conhece?

Olá mamães, achei um assunto interessante é o Seeding já ouviram falar ou leram sobre o assunto? Até então não conhecia esse termo.

SEEDING

Crianças nascidas de cesárea têm imunidade mais baixa (Foto: Shutterstock)

O Seeding é um método que as mães passam fluidos vaginais em bebês nascidos por cesáreas para aumentar a imunidade.

E essa prática tem causado polêmica entre as mães, principalmente em alguns países da Europa e na Austrália. Será que funciona?

Um novo hábito tem dado o que falar entre as mães: o “seedind” (ou “semeadura”, em português). De acordo com informações publicadas em diversos veículos de comunicação principalmente no Reino Unido e na Austrália, mulheres que tiveram seus bebês por cesarianas passam fluidos vaginais na boca, no rosto e no corpo dos seus recém-nascidos.

A prática seria uma tentativa de aumentar a imunidade dos bebês nascidos de cesariana, já que estudos indicam que crianças nascidas em partos normais têm maior resistência a algumas doenças, devido ao contato com a flora bacteriana do canal vaginal da mãe, durante a passagem.

Para Maria Glória Dominguez, professora associada em medicina na New York University, que lidera uma pesquisa sobre o assunto, a tendência tem mostrado resultados positivos. As conclusões do estudo ainda não foram oficialmente publicadas, mas a professora  garante que há aumento da imunidade, embora não se equipare aos níveis observados entre os bebês nascidos de parto normal.

Sobre a técnica do  Seeding

A técnica, chamada de semeadura, consiste em pegar um pedaço de gaze embebida em soro fisiológico estéril, dobrá-la como um tampão e inseri-la na vagina da mãe.

Após uma hora, imediatamente antes do parto, a gaze deve ser retirada e colocada em um recipiente estéril. Assim que o bebê nascer, os fluidos devem ser aplicados na boca, face e posteriormente no corpo da criança.

“Realmente, tem se notado que a via de parto pode ter diversas repercussões durante a infância e até mesmo na vida adulta. Uma delas, justamente, é a passagem do feto pelo canal de parto. Estudos mostram que este contato com as bactérias da secreção vaginal ajuda na formação do sistema imunológico e que, consequentemente, crianças que nascem via cesárea estariam mais predispostas a ter alergias, doenças respiratórias e com componente autoimune, como a diabetes tipo 1. Estes estudos só mostram ainda mais a importância do parto vaginal, que deve ser cada vez mais encorajado”, explica o especialista. Um ponto importante é ressaltado pelo médico: “Não existem provas de que passar a secreção vaginal nos recém-nascidos que nasceram de cesárea tenha o mesmo efeito e que isto não possa ser prejudicial para o bebê”. Wagner Hernandez, diretor do Centro Obstétrico do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP

E ai mamães o que acharam da técnica vocês fariam ?

Fonte: Crescer


Comentários
2
Compartilhe este post
Pin It

Licença-paternidade por 20 dias

A importância da Licença-paternidade por 20 dias

Todas as mamães sentem na pele o que é o papai passar a licença-paternidade apenas por 5 dias com a mamãe e o bebê.

LICENCA-PATERNIDADE

Licença-paternidade

Lembrando que, muitas mamães chegam a passar até 4 dias na maternidade  a depender do parto e já está contando com a licença paternidade, o que prejudica a primeira infância, pois que dar inicio ao nascimento da criança e não diante da necessidade da família.

Mais tudo isso vai mudar pois nessa última quarta 03 de março, foi aprovado no senado, a Presidente Dilma aprovou nessa terça (08.03) e hoje dia 09 no Diário Oficial, para alegria de  muitos papais e bem estar da mãe e do bebê, o projeto que institui o marco legal da primeira infância, que, entre outros pontos, permite que as empresas ampliem de 5 para 20 dias a duração da licença-paternidade.

Para o pai mais dias de licença-paternidade é crucial desde o acompanhamento do pré-natal, no apoio pós-parto e também no vínculo que ele cria com o bebê seja presente.

Pois um pai em casa, dando o apoio à mulher, favorece a amamentação em um período crítico, em que a mamãe e o bebê precisam se adaptar ao processo de amamentação. É aí que costumam aparecer os problemas. E se a mulher não estiver amparada, há uma tendência maior de se desistir da amamentação e passar para as fórmulas (leite em pó).

LICENCA-PATERNIDADE

Licença-paternidade

O aumento de dias da licença beneficia também as contas do país, já que bebês que mamam por mais tempo ficam mais protegidos de doenças como diarreia, infecções respiratórias e alergias. E bebês menos doentes oneram menos os serviços de saúde pública.

Um outro ponto de vista ainda maior é o  envolvimento do pai na primeira infância auxiliando assim no desenvolvimento do bebê a longo prazo. E destacando com a extensão da licença-paternidade diminuindo a desigualdade de gêneros no mercado de trabalho e mudança do comportamento das famílias quanto à divisão de tarefas domésticas.


Comentários
5
Compartilhe este post
Pin It