Hoje quero falar sobre a fase em que a criança precisa deixar da chupeta.Para algumas crianças essa tarefa é bem tranquila, mas para outras crianças é bem difícil largar a chupeta.

Apesar da chupeta acalmar a criança, o uso prolongado pode provocar alterações como respiração bucal, problemas nos ossos e músculos da boca e na posição da língua e dos dentes. 

Mas muitos pais assim como eu mesma que sou marinheira de primeira viagem se perguntam quando devemos começar a tirar a chupeta?? E como devemos fazer para que as crianças deixem de usar a chupeta??

Confira algumas dicas largar a chupeta (bico) sem stress

 
CHUPETA
  
Quando tirar a chupeta??

Alguns especialistas defendem o uso da chupeta apenas até os seis primeiros meses de vida.
Outros, aceitam o uso até os 2 anos.
Depois disso, no entanto, a utilização é desencorajada.
Quanto mais nova for a criança for, mais fácil é acabar com o mau hábito.
 Ou observada ????
Para facilitar o processo, esteja atento ao que acalma seu filho: pode ser uma música, um colo, certa forma de conversar
Quanto mais conhecê-lo, maiores serão as chances de sucesso.
Como tirar ????
Para os bebês, a dica é substituir a chupeta gradualmente por outra peça ou atividade que supra o conforto e a segurança que ela oferece ao seu filho. 
Por exemplo: em vez de dar o objeto para acalmá-lo, tente conversar, cantar uma música, contar uma história, dar colo ou oferecer um paninho. 
Se ele tem o hábito de dormir com ela na boca, tire assim que pegar no sono, para evitar a sucção durante a noite inteira. 
E nada de pendurá-la na roupa da criança durante o dia, pois isso só incentiva o uso desnecessário. 
Ter mais de uma, de vários tipos e cores, uma para cada ocasião, também é desaconselhado pelos especialistas. 
E atenção: adiar a compra de uma chupeta nova pode desencorajar o uso, pois o bico desgastado é menos atrativo – só não dê caso o bico esteja “esfarelando”, pois é perigoso.
Se a criança já tiver mais de 2 anos e for capaz de compreender, converse e explique o que pode acontecer em decorrência do uso da chupeta (respirar mal, ter dentes tortos, apresentar dificuldade na mastigação etc.), ela costuma entender que não faz bem.

Além disso, combine de diminuir o uso gradativamente, um pouco menos a cada dia. Estabeleça que em lugares públicos, por exemplo, ou na casa dos parentes não deve ser usada. 
Depois, combine de usar só à noite, tirando a chupeta durante o dia, ou vice-versa. 
Tudo isso contribui para ela ir se acostumando com a ideia de que deve se separar do objeto.Assim como a mamadeira, a chupeta pode ser “doada” a um bebê que “precise” ou entregue ao Papai Noel, para ganhar um presente.“Mas é preciso cautela para não fazer um leilão. Trocar a chupeta por uma viagem para a Disney, por exemplo, não é o ideal. O presente deve ter a mesma função que a chupeta, ou seja, deve trazer conforto, segurança e calma. Pode ser um urso de pelúcia ou um travesseiro fofo”, sugere Rita Calegari, psicóloga da Rede de Hospitais São Camilo (SP).E cuidado para não tentar tirar a chupeta em um momento de instabilidade emocional da criança, como a chegada de um irmão ou a entrada na escola, pois será ainda mais difícil. Escolha uma fase da vida em que ela esteja tranquila e relaxada.
Quando pedir ajuda????Em geral, as crianças usam a chupeta como um consolo, um apoio emocional, até por volta dos 3 anos. As que estendem o uso até 5, 6, 7 anos, devem ter o contexto levado em conta: pode ser que essa criança seja mais sensível e tenha uma demanda afetiva maior que as demais. “Embora existam momentos mais propícios, cada criança é uma criança. Se ela for mais carente, acaba buscando na chupeta um alívio para os seus temores internos”, explica o psicólogo Armando Ribeiro, coordenador do programa de avaliação de estresse do Hospital Beneficência Portuguesa (SP). Se ela resiste muito a abandonar o acessório, pode ser preciso investigar as causas, com a ajuda de um profissional, para entender os motivos. “Às vezes, trata-se de um problema familiar velado, que não está claro para todo mundo”.Eu sei que nem sempre é fácil, cada criança reage de um jeito. Mas eu “Shairane” acho que nosso dever como pais ou responsável é pesquisar sobre o assunto e descobrir nessas pesquisa a melhor maneira para ajudar a criança a largar a chupeta sem traumatizar, tenho tentado com o Rafa aos poucos, conversei na escola dele e junto com as professoras estamos tendo grandes progressos.Converse com a escola ou a babá do seu filho para lhe ajudar com essa missão.


Beijinhos e um ótimo final de semana!!!!

Compartilhe este post
Pin It

Olá mamães e papais de plantão, todos nós já passamos ou passamos ainda pela situação de criar coragem de dar banho no bebê pela primeira vez não é mesmo?!

Eles são tão pequeninos e indefesos que morremos de medo de fazer algo errado, sem falar naqueles conselhos que os antigos nos dão que acabam nos deixando ainda mais inseguros.

Foi pensando nisso e lembrando da primeiro banho que dei no meu Rafinha que separei algumas dicas que com certeza irão ajudar muitas pessoas, vejam só:

 

 Dicas para o primeiro banho no bebê

1. Jamais deixe o bebê sozinho.


Se você precisar atender ao telefone, ou caso a campainha toque, enrole o bebê em uma toalha e leve-o com você, pela própria segurança da criança.

2. Temperatura ideal:

 
Para ter um banho com temperatura ideal, encha a banheira com água morna, a água não pode ultrapassar os 30°C.

Para verificar utilize o cotovelo ou um termômetro adequado para banheiras, e nunca coloque o bebê enquanto a banheira estiver enchendo, pois a temperatura da água pode mudar.3. Preparando o bebê:

 
Tire a roupinha do bebê, limpe a área da fralda e cubra-o com uma toalha. 
Limpe seu rosto, e orelhas com um pedaço de algodão úmido. 
Sustente o bebê com o braço, incline-o sobre a banheira com o outro braço, lave sua cabeça com o mínimo de shampoo pois pode causar alergia. Enxague bem e seque.

4.Colocando bebê na banheira:
 
Introduza o bebê na água, mantendo uma mão por debaixo de seus ombros, de modo que mantenha os ombros e a cabeça fora da água, utilize a outra mão para lavá-lo.

Lave e enxague-o de cima para baixo.5. lavando as costas do bebê e retirando do banho:

 
Vire o bebê para lavar as costas e o bumbum, após limpo, levante-o com muito cuidado e cubra-o com uma toalha macia. 
Seque-o bem e devolva para o calor, pois os recém-nascidos perdem calor rápido. 
Para que isso não aconteça, mantenha o ambiente aquecido.

Então pessoal, o que acharam das dicas??
Espero ter ajudado vocês!!
Beijinhos até a próxima!!!
Shairane Mello

Compartilhe este post
Pin It

Como ajudar os pequenos a dormir melhor

Olá mamães,  papais e tentantes de plantão, hoje quero falar sobre um assunto que com certeza muitos de vocês irão se identificar, quero falar sobre o sono dos pequenos.
Nem sempre é fácil conseguir uma rotina de sono tranquilo e duradouro.
As crianças necessitam dormir cedo e de no mínimo 10 horas de sono, para poder se desenvolver e ter bom desempenho na escola.
Com a correria do dia – a – dia e com a tecnologia cada vez mais presente na vida dos pequenos, dormir cedo nem sempre é uma tarefa fácil.
Então confira só as dicas que alguns especialistas recomendam para que as crianças possam ter noites tranquilas e dormir melhor:
 
DORMIR MELHOR

Dormir melhor

  • Evite deixar luzes fortes ou a televisão ligada no quarto das crianças.
  • Crie uma rotina da hora de dormir, com banho, pijama e um momento para leitura.
  • Programe o jantar para cerca de duas horas antes de seu filho ir para a cama.
  • As atividades físicas devem ser feitas somente até as 17 horas.
  • Se a criança preferir cante algumas cantigas que ele conheça e a deixe  relaxada.
  • Não deixe o quarto totalmente escuro, coloque uma luz fraquinha que não atrapalhe o sono da criança
Então pessoal, o que acharam dessas dicas???
Confesso que faz pouco tempo que conseguimos manter uma rotina na hora do sono aqui em casa, mas depois que conseguimos estabelecer essa rotina as noites tem sido muito mais tranquilas tanto para mim quanto para o Rafael. Ele tem acordado mais disposto e cheio de energia.
O que acharam das dicas???

O que vocês  fazem para que seu filho tenha uma boa noite de sono.
Espero ter ajudado com essas dicas se acaso você ainda não conseguiu manter uma boa rotina na hora de dormir.

Beijinhos até a próxima!!!
Shairane Mello

Comentários
15
Compartilhe este post
Pin It