Ser mãe é um dos principais desejos de algumas mulheres, talvez da maioria! Tentar engravidar pode ser muito simples ou muito difícil, dependendo do caso. Mas o que fazer quando as tentativas não funcionam? Será que estou tentando do jeito certo? Por quanto tempo devo tentar? Será que sou infértil?
Calma!
Esse é o assunto hoje aqui no blog mãe de duas! Ainda tem dúvidas? Dr. Bruno Jacob fala um pouco mais sobre infertilidade para você.

Causas da Infertilidade

Causas da Infertilidade

A infertilidade é um problema muito comum no mundo! Acomete 10 a 15% de todos os casais.
Dentre as principais causas estão o tabagismo e idade avançada. Mas cada caso deve ser pesquisado minuciosamente.

“Doutor, estou tentando. Quando eu devo procurar ajuda médica?”
O comitê americano de reprodução define infertilidade como 1 ano de relação sexual, 2 a 4 vezes por semana, sem qualquer método contraceptivo.

Uma vez definida a infertilidade, inicia-se uma complexa busca pela causa, a avaliação inicial é com espermograma do marido e dosagens hormonais e ultrassom nas mulheres.
*É muito importante que se entenda que a infertilidade é conjugal, ou seja, marido e mulher devem ser investigado. Sabe-se que 35% de todos os casais com infertilidade, não conseguem engravidar por questões masculinas. Os outros 65% são as causas femininas, e se dividem em várias causas:

Causas possíveis para a infertilidade

-Idade
-Miomas
-Malformações uterinas.
-Uso de algumas medicações
-Ovários policísticos.
-História de radioterapia
-Tabagismo
-Drogas ilícitas
-Curetagem uterina anterior
-Histórico de doença inflamatória pélvica
-Menopausa precoce
-Diabetes
-Pólipos
-Sinéquias

O diagnóstico é difícil e complexo, pois cada fator de risco deve ser estudado e levado em consideração.
O exames iniciais são dosagem hormonal e ultrassonografia. Outros exames como histerossalpingografia ajudam a identificar causas como malformações uterinas
E o tratamento varia de acordo com a causa, ou seja, se a causa é mioma, trate o mioma, se a causa é tabagismo, pare de fumar. Além disso existem ainda as técnicas de fertilização assistida e os indutores de ovulação, mas para cada caso é um tratamento diferente!
.
Procure um especialista!
.
Por Dr. Bruno Jacob

Instagram: @drbrunojacob
www.facebook.com/drbrunojacob

PLACA


Comentários
0
Compartilhe este post
Pin It
 photo 140515082446_gravidez_prematura_624x351_thinkstock_nocredit_zps0247bf78.jpg


Especialistas canadenses desenvolveram um exame de sangue que pode prever as chances de uma mulher grávida que sofre contrações antes do tempo de ter um bebê prematuro.
Cerca de 5% das mulheres que começam a ter contrações antes das 37 semanas de gravidez dão à luz em até 10 dias, afirmam os especialistas, em pesquisa publicada na revista científica PlosOne.
Atualmente, mulheres com contrações antes da hora não têm formas confiáveis de saber se estão prestes a entrar em trabalho de parto ou se as contrações vão parar.
Em algumas ocasiões, são realizados esfregaços vaginais, mas esses testes muitas vezes podem acusar resultados errados.
O teste de sangue desenvolvido por pesquisadores do Mount Sinai Hospital, em Toronto, foi capaz de prever partos prematuros em 70% dos 150 casos analisados em um hospital na Austrália.
O cientista Stephen Lye explica que o exame de sangue se baseia na busca por marcadores genéticos ligados ao parto.
“Os dados indicam que marcadores no sangue de mulheres com contrações antes da hora são capazes de indicar as chances de elas darem à luz prematuramente ou não”, disse Lye.
“Isso trará benefícios para as mães, para o bebê e para o sistema de saúde”, acrescentou.
O exame será testado em um hospital em Toronto e deve estar disponível no mercado em cinco anos.

Fonte:http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2014/05/140515_teste_gravidez_prematura_fl.shtml

Compartilhe este post
Pin It