Olá mamães esse bebê quase morre depois de receber um beijo e contrair herpes, achei a matéria muito importante pois temos que tomar cuidado com nossos filhos.

BEBÊ QUASE MORRE

Bebê quase morre depois de receber um beijo e contrair herpes

Bebê quase morre depois de receber um beijo e contrair herpes

Uma Bebê recém-nascida quase morreu após contrair herpes labial por causa um beijo recebido na boca. O caso aconteceu em Doscaster, na Inglaterra. Claire Henderson, mãe da menina, fez uma publicação no Facebook pedindo cuidado:

“Nunca deixe estranhos beijarem seu bebê, mesmo que não aparentem nenhuma doença”. A postagem já foi compartilhada por mais 35 mil pessoas.

A bebê, Brook, apresentou bolhas nos lábios, nas bochechas e no queixo e ficou internada durante cinco dias. Felizmente, a mãe notou que havia algo errado e procurou ajuda médica a tempo.

O vírus da herpes pode ser fatal para bebês com menos de três meses, pois eles ainda não têm imunidade suficiente para combatê-lo.

Além disso, pode causar danos permanentes no cérebro, fígado e pulmões.

A doença se caracteriza por feridas na região da boca e os principais sintomas são dor, coceira, ardência e vermelhidão.

O contágio pode se dar por beijos ou contato com objetos infectados.

O que é Herpes

A herpes é uma doença altamente contagiosa que se pega através do contato direto com a ferida da herpes de alguém, pelo beijo, no banheiro, pela roupa ou até mesmo pelo ar, no caso da herpes zóster.

O contato com algum objeto infectado com o vírus, como copo, talheres, toalhas da pessoa infectada também é altamente contagioso na fase em que a ferida está cheia de bolhas com líquido.

Como se pega herpes labial

O vírus da herpes labial é transmitido:

  • pelo beijo;
  • pelo copo;
  • uso do mesmo talher;
  • uso da mesma toalha;
  • uso da mesma roupa.

Ou qualquer outro objeto que tenha sido usado anteriormente pelo indivíduo contaminado e que ainda não tenha sido desinfetado.

Um indivíduo que possuir herpes genital e que colocar seu órgão genital na boca de um outro indivíduo poderá contaminá-lo, e este último vir a desenvolver a herpes labial.