Momento Leitura-O Maior Mágico do Mundo

Olá mamães, hoje venho trazer mais um Momento Leitura de leitura “O maior mágico do mundo” aqui em casa sempre estamos lendo algum livro e esse foi o da vez.

MOMENTO LEITURA

Momento Leitura da Vez

Momento Leitura-O Maior Mágico do Mundo

O Maior Mágico do Mundo, lançamento da Editora Biruta, é um livro escrito por Luiz Antonio Aguiar e ilustrado por Laurent Cardon.

A história é leve e fantasiosa o que levam as crianças soltarem a imaginação, assim como abriu para o menino Victor, de nove anos – Bem, imaginação é uma maneira de dizer, porque ser filho do maior mágico do mundo pode causar alguns probleminhas; por exemplo, quando coisas estranhas aconteciam à sua volta, Victor nunca sabia dizer se eram reais ou mágicas.

Até que, um certo dia, os seus pais desaparecem – assim, sem mais nem menos. E quando o garoto, assustado, os procura pela casa, dá de cara com um monstrão afanando comida da geladeira. Monstrão esse que saiu do mundo das mágicas, mas não parece estar com pressa alguma de voltar ao seu lugar de origem. É aí então que começam as aventuras que serão vividas por essa dupla.

A história, cheia de mistério, é um prato cheio para os pequenos. O mundo fantástico desperta a curiosidade de qualquer leitor, especialmente quando é traduzido por meio de ricas e coloridas ilustrações. Sem dúvida é um livro que encanta tanto os filhos quanto os pais – até porque monstro que gosta de pipoca, com certeza, ninguém ainda ouviu falar.

Luiz Antonio Aguiar

Autor de cerca de 90 títulos. Ganhou diversos prêmios pelo mundo, o Jabuti (1994); várias menções do Prêmio Altamente Recomendável, da FNLIJ; inscrito na lista de honra do IBBY (2007); o White Ravens (2008), a maior biblioteca de literatura infantil e juvenil do mundo – na Alemanha. Mestre em Literatura Brasileira pela PUC RJ. Colaboradora em jornais. Costuma ministrar oficinas de leitura e de criação literária por todo o país. Para conhecê-lo melhor, acesse: WWW.luizantonioaguiar.com.br

Laurent Cardon

Laurent nasceu na França e radicou-se em São Paulo em 1995. Já ilustrou diversos livros para crianças e adolescentes. Recebeu o prêmio de melhor ilustração da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil duas vezes: com Alecrim, escrito por Rosa Amanda Strausz, e com Procura-se lobo, de Ana Maria Machado. Além dos livros, dá aulas de cinema e dedica-se à criação de desenhos animados, comerciais, séries e longas-metragens. Para conhecer seu estúdio entre no site: www.citronvache.com.br

Sobre a Editora Biruta

A Editora Biruta, criada no ano de 2000 pelas sócias Eny Maia e Mônica Maluf, tem seu foco na Literatura Infantil e Juvenil.  Os seus livros já receberam diversos prêmios, como o Altamente Recomendável da FNLIJ (Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil) e o Jabuti, além de terem sido inseridos em catálogos internacionais e selecionados pelo PNBE (Programa Nacional de Bibliotecas Escolares). A proposta da Editora Biruta é a de oferecer aos seus leitores o melhor texto, ilustrações criativas e projetos gráficos instigantes, por meio de temas que lhes acrescente novas vivências e se abra a múltiplas interpretações – sempre de maneira lúdica e inventiva.

 


Comentários
4
Compartilhe este post
Pin It

A Biruta e a Gaivota estão à caminho de Bolonha, mais uma vez!

Sete livros do nosso catálogo (quatro da Biruta e três da Gaivota) foram selecionados para compor o Catálogo FNLIJ para a Feira de Bolonha desse ano.

A feira é um dos mais importantes eventos internacionais dedicado a publicações e conteúdo infantil e juvenil. Reúne autores, ilustradores, agentes literários, organizações e fundações, distribuidores e livrarias de mais de 70 países, em Bolonha, na Itália, com o objetivo de vender e comprar diretos autorais, procurar o melhor sobre publicações infanto-juvenis e produção multimídia, reunir novos contatos, estreitar relações profissionais e descobrir novas oportunidades de trabalho, discussões e debates sobre os últimos lançamentos da área.

Agora, chega de suspense! Vamos conhecer os livros selecionados?

O gigante do Maracanã, de Cesar Cardoso e ilustrado pela Larissa Ribeiro, narra a primeira vez que o pai leva sua filha para assistir um jogo de futebol, no imenso Maracanã, entre o final dos anos 50, início dos 60. Além da aventura infantil, acompanhamos as jogadas de futebolistas que entraram para a história do nosso futebol, como Garrincha, Amoroso e Carlos Alberto.

Em O menino que lia nuvens, de Ricardo Viveiros, conhecemos Aldebaran, um garoto calmo que adora ficar observando os desenhos das nuvens, até que começa a ver algo além das formas e de seu presente. O menino descobre que é capaz de ver o futuro nas nuvens, o que acaba transformando completamente sua relação com as pessoas a sua volta. As belas ilustrações são de Gonzalo Cárcamo.

Em O dia em que b apareceu, Milu Leite faz uso da metalinguagem, de maneira bastante dinâmica e divertida e mistura duas histórias em uma só. Sabe como? É muito simples! O autor de uma história é o personagem de outra. As ilustrações, recortadas e bastante vivas, são de Sergio Magno e conversam muito bem com a trama, que tem um tom bem-humorado.

Duas vezes na floresta escura, de Caio Riter, é uma novela policial que se desenrola no interior do Rio Grande do Sul. A trama é envolvente e trata a relação entre pai e filha e as relações de amizade, além do mistério principal. O projeto gráfico nos transporta para uma floresta que ambienta o local do crime e aumenta a aura de suspense.

Morada das lembranças, escrito por Daniella Bauer, conta aos leitores as dificuldades e sofrimentos da protagonista em sua chegada à nova terra, depois de deixar sua história para trás em uma perigosa fuga em meio à Revolução Russa. O projeto gráfico transmite a ideia de uma colcha de retalhos, onde cada memória é tecida.

Águas emendadas é a reprodução do caderno de viagem que o artista plástico Rubens Matuck fez ao visitar a Estação Ecológica de Águas Emendadas, uma área de proteção ambiental localizada no Centro-Oeste brasileiro. O leitor conhecerá as cores e formas da fauna e da flora do cerrado brasileiro, além da cultura local.

Inácio: o cantador-rei de catingueira, de Arlene Holanda, é uma biografia romanceada da vida de Inácio, um menino-escravo que se tornou um dos precursores do repente no sertão da Paraíba. O texto apresenta traços da cultura de um povo que, há muito, é renegado pelo racismo e pelo preconceito. As ilustrações em xilogravuras são de Alexandre Teles.

Qual desses você já conhece da Gaivota e da Biruta? Mande sua opinião para nós. Seu texto poderá entrar no #soltandoalíngua!


Compartilhe este post
Pin It
Olá gente linda, mais uma semana começando e trago uma dica maravilhosa de leitura para as crianças é o Clubinho do livro Tracinha, sempre leio para as minhas meninas e recebemos do Clubinho do
livro Tracinha um kit maravilhoso e  a
Isa nem esperou e foi logo lendo para a maninha, quando vi isso meu coração se encheu
todo é recompensador vê que nossa menina Isa tem repassado  o que ensinamos e o amor só transborda, o
papai correu pra registrar esse momento.

O Clubinho do Livro Tracinha a Empresa

É uma empresa que tem por objetivo levar até sua criança livros infantis dos mais diversos tipos, priorizando a literatura infantil premiada. Sua criança receberá em casa, através dos Correios, periodicamente uma caixa contendo de 2 a 3 livros infantis adequados a faixa etária.
Ao vivenciarmos a magia da descoberta do mundo da leitura
com crianças que tivemos a oportunidade de conviver no meio escolar durante dez
anos e, principalmente, junto aos nossos filhos, decidimos montar a empresa
Clubinho do Livro Tracinha, a fim de levar essa magia a todas as crianças,
participando da transformação delas em pequenos leitores, através do acesso a
vários livros infantis.
 photo post_zps368a292c.jpg
Sabemos que o hábito da leitura desenvolve a capacidade de
abstração e imaginação, aumento do vocabulário e a compreensão do mundo, amplia
os pontos de vista e a formação de opinião. Mas, além de todos esses
benefícios, queremos que a magia da leitura aconteça em sua casa, com toda
beleza, simplicidade e prazer que a leitura sempre proporciona. Igual ao
sorriso de uma criança!

 photo post1_zps4451c1f4.jpg

O Clubinho do Livro Tracinha é um “livro” que começa a ser
escrito! Queremos a sua ajuda para juntos desenvolvermos essa história. Com os
primeiros rabiscos, alguns erros certamente virão, mas vamos trabalhar duro
para que essa história seja muito feliz e para que a magia dos livros infantis
chegue até sua casa. Então, venha participar dessa história!
 photo post3_zps6ff95369.jpg
“A leitura é para o intelecto o que o exercício é para o corpo.”
Joseph Addison.

Você não pode ficar fora dessa, é só acessa o site criar a
conta, escolhe seu plano e se diverti.
Para mais novidade curta a Fan Page    
  
http://www.clubinhodolivro.com/
 photo Image1_zps380f9040.gif

Compartilhe este post
Pin It

Aqui em casa sempre leio para minhas filhas, pois o hábito da leitura quando mais cedo começar melhor, e o incentivo dos pais é muito importante, por isso  é muito bom que os pais comecem a estimular seu filho a ouvir histórias e folhear livros mesmo que ainda não saiba ler.
O hábito da leitura é fundamental para o melhor desenvolvimento intelectual da criança. Que pode ser um delicioso prazer e prover momentos muito especiais entre a mamãe, o papai e a criança.
As crianças que são incentivadas a leitura desde cedo são aquelas que terão maior facilidade no futuro em lidar com situações e problemáticas escolares. Esses impactos positivos podem ser vistos até mesmo na fase adulta.
A melhor forma de incentivar seu filho ao hábito da leitura é ler com ele, desde pequeno. Separe um horário do dia para ler com ele e permita-se viajar no mundo dos livros muito bem acompanhado! Você se surpreenderá com sua capacidade pessoal e ainda mais em como o relacionamento de vocês será cada vez melhor!

Livros Infantis para bebês com menos de 1 ano 

 photo feiradolivro_bebe_zpsac916840.jpg

Esses livros parecem brinquedos ideais para a idade: são de material de pano, bem coloridos, cheios de imagens e normalmente possuem mordedores acoplados. A ideia nessa idade é familiarizar seu filho com o livro. Claro que ele vai utilizar para morder, levar à boca e puxar, afinal ele nessa fase ele está desenvolvendo a habilidade motora e os primeiros dentinhos fazem a gengiva coçar bastante.

Livros infantis para bebês maiores, de oito meses a um ano 

 photo 1B_zps32036071.jpg

Bebês um pouco maiores vão se encantar com os livros de plástico. Eles são super coloridos, cheio de imagens, alguns viram até fantoches. É ideal para ele brincar na hora do banho, na praia, na hora de comer! Além disso, ele vai se divertir muito enquanto você lê para ele imitando todas as vozes que estão na história!

 Leitura  para bebês com um ano 

 photo bebeacute2_zps03e432f4.jpg

A partir de um ano você já come começar a ler mais com seu filho. O ideal é que você além desses livros que ele já tenha, comece a dar livros temáticos. São aqueles livros grandões, cheios de imagens e texturas. A maior parte desses livros tem um recurso de som que facilita a associação da criança entre o conteúdo da imagem e o som.

Uma ótima opção são livrinhos temáticos de animais: eles possuem imagens grandes, realistas de animais. Além da historinha eles possuem o recurso de áudio: por exemplo, quando aparece o cachorro, é possível ouvir ele latindo!

  Leitura para bebês com dois anos ou mais 

Está na hora de apresentar seu filho ao mundo dos livros paradidáticos infantis! Esses livros já começam a ter mais aspecto de livro “de gente grande”. São livros de papel, com historinhas que estimularão a imaginação de seu filho.
São deliciosos de se ler com eles. Ainda são livros cheios de imagens, mas têm algumas frases também!
É partir dessa idade que ele se sentirá estimulado a descobrir o mundo das palavras!

Um projeto maravilhoso que gosto e incentivo é o do Itaú, todo ano peço os meus.

Compartilhe este post
Pin It