Vê nossos filhos doente, seja qualquer tipo de doença já ficamos preocupadas e muitas vezes desesperadas, e a pneumonia é uma das doenças que mais preocupam as mamães, pois muitas vezes esta doença pode deixar o bebê ou a criança muito debilitada, com febre, e com pouco apetite, por isso é importante você mamãe conhecer mais sobre essa doença, como se prevenir e ter alguns cuidados que podem amenizar o quadro de pneumonia em seu filho. 

Infelizmente, a pneumonia está ficando a cada dia mais comum entre crianças e bebês, ainda mais em tempos de frio, o cuidado deve ser redobrado, crianças que frequentam a creche e escolas também estão mais expostas a pegarem esta doença. 
 photo -pneumonia_zps61b1f934.jpg

Pneumonia em bebês e crianças 

A pneumonia é um termo geral que se refere a uma infecção dos pulmões, os quais podem ser causados por vários microrganismos, entre os quais incluem vírus, bactérias, fungos e parasitas. 
Na maioria dos casos a pneumonia é causadas por vírus, tais como adenovírus, rinovírus, vírus da influenza (gripe), e o vírus sincicial respiratório (RSV). Muitas vezes antes da doença se agravar para a pneumonia, o bebê ou a criança pode ter bronquiolite a Gabi já teve duas vezes  fiz o tratamento em casa e mantive os cuidados, o bronquiolite tem os sintomas parecidos com a pneumonia. 
Muitas vezes, a pneumonia se inicia após uma infecção do trato respiratório superior (infecção do nariz e da garganta), por isso achamos que muitas vezes é apenas um resfriado comum e após 2 ou 3 dias a criança ou o bebê acaba desenvolvendo a doença. 

Quais são os sintomas da pneumonia? 

Caso seu filho fique resfriado, tossindo muito não hesite em leva-lo ao pediatra, os sintomas também podem variar de acordo com a idade da criança. Para ajudar você a identificar a pneumonia, separei os seus principais sintomas que são: 
  • Febre. 
  • Calafrios. 
  • Tosse. 
  • Congestão Nasal. 
  • Respiração rápida e com algum tipo de chiado (em alguns casos, este é o único sintoma). 
  • Vômitos. 
  • Diarreia. 
  • Dor no peito. 
  • Dor abdominal. 
  • Em casos extremos, lábios e unhas azulados. 
  • Falta de apetite em crianças mais velhas, e nos bebês a recusa em amamentar, o que pode conduzir a desidratação. 
Crianças com pneumonia causadas por bactérias geralmente ficam doentes muito rapidamente e começam com uma febre alta repentina e respiração muito rápida. Já as crianças com pneumonia causada por vírus provavelmente, terá sintomas que aparecem de forma mais gradual e menos grave, embora o chiado no peito pode ser mais comum em pneumonia viral. 

Como diagnosticar a pneumonia? 

Durante a consulta, o pediatra observa as condições física do bebê e ouve a respiração com um estetoscópio. Este detecta qualquer som da respiração ou qualquer outro som anormal, como o chiado. Seu bebê vai estar respirando muito rápido para entrar mais oxigênio, porque alguns dos alvéolos pulmonares estão preenchidos com acúmulo de líquido. 
Se o médico achar que seu filho tem pneumonia, talvez irá pedir um raio-x do toráx, uma análise de sangue ou fluido de seu nariz. Para certificar se o seu bebê está recebendo oxigênio suficiente, o médico pode usar um oxímetro de pulso, um aparelho simples (como um clipe ou grampo) colocado no dedo para medir a saturação de oxigênio. 

Qual o tratamento para a pneumonia? 

Na maioria dos casos, a pneumonia pode ser tratada com antibióticos administrados por via oral em casa. O tipo de antibiótico utilizado depende do tipo de pneumonia, em alguns casos pode ser que o médico peça para que seu filho faça inalações com remédio. 
Pode ser necessário a hospitalização para tratamento de crianças ou bebês que tenham pneumonia causada por Bordetella, ou outro tipo de pneumonia bacteriana que causa febre alta e dificuldade respiratória, ou nos casos seguintes: 
  • Oxigênio suplementar, se necessário. 
  • Se a criança têm infecções pulmonares, que podem se espalhar para a corrente sanguínea. 
  • O bebê vomita e é incapaz de tomar medicamento por via oral. 
  • A criança têm episódios recorrentes de pneumonia. 

Como posso evitar a pneumonia? 

A prevenção da pneumonia em crianças e bebês pode ser feita através das seguintes medidas: 
  • Vacinar a criança com todas as vacinas indicadas no calendário básico de vacinação da criança. 
  • Amamentar o bebê exclusivamente até os seus primeiros 6 meses de vida. 
  • Dar o suplemento alimentar de vitamina A e D no 1º ano da criança, segundo a orientação do pediatra. 
  • Oferecer uma alimentação saudável e bastante variada quando a criança começar a comer alimentos sólidos. 
  • Dar a vacina da gripe anualmente para evitar que a criança fique resfriada ou gripada. 
  • Vestir a criança de acordo com o clima do dia. 
  • Manter a criança longe da poluição e de pessoas fumando. 
  • Evitar ambientes fechados, cheios de gente, principalmente no outono e no inverno. 
  • Evitar o contato com indivíduos com gripe ou resfriado. 
Todos o cuidado é pouco pois assim as chances da criança adoecer e vir a desenvolver uma pneumonia são reduzidas. Outra dica fundamental é manter as boas práticas de higiene, lave sempre as suas mãos e as do seu bebê com frequência para evitar espalhar os germes. Não compartilhe copos ou utensílios com os outros. Limpe regularmente todos os lugares que acumulam muitas bactérias como: telefones, celulares, brinquedos, maçanetas, interruptores), esses objetos acumulam muitas bactérias. 
Se você ou seu companheiro tem o hábito de fumar fume fora de casa, e peça aos visitantes a fazerem o mesmo. Estudos mostram que crianças que convivem com fumantes, adoecem com mais frequência e são mais propensas à pneumonia, infecções do trato respiratório superior, asma e infecções de ouvido. 
Mas nós mamães sabemos que mesmo com todo o cuidado que temos, infelizmente a pneumonia acaba aparecendo, o importante é ficar bem atenta e se o seu filho está resfriado a mais de 3 dias e com muita tosse procure um pediatra imediatamente, todo cuidado é pouco.