Câncer de colo do útero!

Você com certeza já ouviu falar em alguém que teve alguma alteração em seus exames de Papanicolau.

Mas será que qualquer alteração é motivo de alarme?

Hoje, aqui no blog Mamãe de Duas Oficial, Dr. Bruno Jacob fala sobre o temido câncer de colo do útero!

No Brasil é o terceiro câncer mais comum em mulheres, perdendo apenas para pele e mama.

São registrados 500mil novos casos por ano no mundo e leva 230.000 a óbito por ano, segundo o INCA.

Esses números são de assustar, principalmente se tratando de uma doença tão facilmente previnível.

No Brasil existem cerca de 6 milhões de mulheres, entre os 25 e 45 anos, que nunca realizaram exame de Papanicolau na vida.

O exame de papanicolau, ou colpocitologia oncótica, é rapido, simples e barato. Ele consegue indentificar lesões no colo do útero que podem vir a se tornar lesões malignas no futuro, e uma vez descobertas precocemente, o tratamento é muito mais eficaz.

A OMS preconiza que todas as mulheres a partir dos 25 anos realizem o exame preventivo anualmente, caso dois exames consecutivos sejam negativos, o acompanhamento pode ser trimestral.

A idéia é identificar lesões causadas pelo HPV, que é responsável por 99% dos casos de câncer de colo do útero.

CÂNCER

Mais sobre o Câncer de colo do útero e HPV:

Papilomavírus humano, o HPV, vírus que possui sua principal transmissão por via sexual e coloniza pele e a mucosa (pênis, vagina, ânus, boca e colo do útero por exemplo).

Esse vírus, responsável por 99% de todos os casos de câncer de colo de útero, é mais comum do que se imagina, estima-se que no Brasil 2 milhões de novos casos de HPV são registrados todos os anos!

 

🙋🏻Fiz o exame, descobri que tenho HPV. E agora doutor?🙋🏻

Ainda não há cura para esse vírus , mas há controle, e deve-se realizar rigorosamente para evitar as complicações que o vírus acarreta.

➡️SINTOMAS:

A grande maioria das infecções por HPV não apresenta sintomas, a paciente apenas descobre no exame de rotina com o ginecologista.

Quando presente, o principal sintoma são as verrugas genitais, que podem estar na vulva, no períneo, no ânus e em outras áreas. E

➡️VACINA:

As evoluções na biomedicina permitiram a criação de uma vacina para prevenção do HPV, o ideal é que se vacine as meninas entre 9 e 13 anos e idade.

Atualmente também é possível vacinar meninos de 12 a 13 anos.

➡️TRATAMENTO:

Como foi dito, o HPV em sí não possuí cura, mas possui controle.

No caso das verrugas genitais elas podem ser cauterizadas com laser ou ácido, porém sempre existem chances das lesões aparecerem novamente, com necessidade de novas cauterizações.

Caso você tenha alguma alteração no Papanicolau o seu médico solicitará uma colposcopia que é realizada com auxílio de uma lupa esse exame avalia as lesões na vulva e no colo do útero, e a captura híbrida que mostra se a mulher teve o contato com o vírus, e mostra os subtipos.

A fragmento retirado na colposcopia passa por uma biópsia, e ela mostrará o risco cancerígeno das células do colo.

Se confirmado câncer, o tratamento pode ser feito com cirurgia, na qual é retirado o útero por completo, juntamente com outras estruturas adjacentes. O acompanhamento pós cirurgia é feito com exames de imagem, afim de rastrear metástases da doença.

O índice de cura é alto.

Realize papanicolau todo ano

Cuide-se e na dúvida procure seu médico.

 

Por Dr. Bruno Jacob
Instagram: @drbrunojacob
www.facebook.com/drbrunojacob

PLACA