Ansiedade Infantil Como Controlar

  Ansiedade Infantil Como Ajudar Nossos Filhos

Ansiedade
Ansiedade é uma combinação complexa de sentimentos de medo, apreensão e preocupação, geralmente acompanhada de sensações físicas como palpitações, dor no peito e/ou falta de ar. Ansiedade pode existir como uma desordem cerebral principal, ou pode estar associada a outros problemas médicos incluindo desordens psiquiátricas.
A Ansiedade é um sentimento natural tanto na infância como em qualquer outra etapa da vida. Crianças de 8 meses de idade podem apresentar sintomas de ansiedade sempre que se separam dos pais. Isto é normal. Entre os 6-8 anos de idade, a ansiedade se volta para o desempenho escolar e o relacionamento com os coleguinhas. Crises de ansiedade também podem ocorrer quando a criança passa por mudanças significativas como troca de escola ou de casa, falecimento de entes queridos, chegada de novos irmãozinhos, separação dos pais e etc.
Seja uma porta aberta.
Não julgue: ajude. Crianças excessivamente ansiosas precisam de apoio e expectativas positivas, mas só irão procurar sua ajuda se tiverem certeza de que não serão hostilizadas ou ridicularizadas. Cobre disciplina na mesma medida em que você demonstra seu afeto, e certifique-se de que sua disciplina está sendo passada em um formato motivador.
Retire o excesso de peso.
Uma criança de 11 anos ainda é apenas uma criança, não a miniatura do adulto que você gostaria que ela fosse. Não cometa o erro (terrível) de impor seu nível de maturidade às responsabilidades dela.
O excesso de carga também diz respeito às estratégias de comportamento utilizadas por muitos pais. “A criança tem medo de escuro? Tranque-a sozinha em um quarto sem luz por alguns minutos, ela verá que nada de mal acontece”. Excelente! Ao bater de frente dessa forma, você acabou de descobrir uma nova maneira de corroer o elo de confiança entre vocês.
O mais recomendável é liderar pelo exemplo. Se a criança fica aterrorizada com cachorros, você não precisa atravessar a rua toda vez que avistar um. Segure a mão da criança, mantenha tranquilamente seu rumo e passe a mensagem correta: nada de fobias. Não confronte, mas não evite. O segredo em todas as situações é combinar Bom Senso com Perseverança, contando sempre com a ajuda do tempero mais precioso da educação, o Tempo.

Como identificar a ansiedade na criança

A criança ansiosa não se concentra no momento atual. Até os 6 anos, a insegurança é a principal característica. Ela tem medo de tudo e dificuldades em passar as etapas do seu desenvolvimento, como largar as fraldas ou a chupeta.
Em idade escolar, o desempenho nos estudos pode ser prejudicado, por não conseguir acompanhar as explicações do professor. Quando está brincando, ela pode atropelar a colega. Se o jogo é de tabuleiro, por exemplo, ela quer jogar a todo o momento e não sabe esperar sua vez. Se for menor, e o brinquedo é de encaixar, pode não conseguir realizar a atividade da maneira que gostaria.
É claro que, se o seu filho está em época de provas, esperando por uma viagem ou festa de aniversário, ele vai ficar ansioso, mas são situações que não trarão danos para a sua vida. Vale o bom senso dos pais para observar a criança. O problema é quando o sono, a alimentação, o desenvolvimento educacional e social da criança são afetados.

Como os pais podem ajudar os filhos

– Ensine seu filho a respirar bem devagar, para que ele se acalme;
– Ao contar uma história, se perceber que ele está disperso, chame-o com carinho e o envolva novamente no enredo;
– Converse com seu filho. Se perceber uma mudança no comportamento, ajude-o a se expressar, a nomear o que está sentindo;
– Ofereça saídas práticas. Se estiver muito ansioso por causa de um evento, ajude-o a se distrair, sem fazer comentários sobre seu comportamento. Se estiver comendo muito rápido, peça que acompanhe o seu ritmo;
– Proponha atividades físicas. Elas relaxam e colocam a criança no presente.
Se perceber que a rotina e o desenvolvimento da criança estão prejudicados por conta da ansiedade, procure ajuda de um profissional.

Comentários
9
Compartilhe este post
Pin It

Esterilizador de mamadeiras e chupetas

Aprenda como limpar e a usar o esterilizador de mamadeiras e chupetas 


Olá mamãe e papais de plantão!!!

Hoje vamos falar sobre a importância de limpar e esterilizar as mamadeiras e chupetas de forma correta.
Esterilizar é fundamental para destruir todo tipo de bactérias que podem ficar no local e isso é importantíssimo para a saúde dos bebês, já que eles ainda não têm imunidade suficiente para combater esses “bichinhos”.
Hoje em dia eu não esterilizo mais as coisas dos meu pequeno mas, até quase o 1 ano e meio eu fazia esse ritual foi diário e fundamental! 
Neste post, vou ajudar a esclarecer as formas de esterilização e dar algumas dicas com relação à limpeza desses objetos.
E vocês: o que usam para limpar e por quanto tempo esterilizaram as mamadeiras e chupetas dos pequenos?
Vamos conferir as dicas???



Tipos de esterilização:


Esterilizador a vapor para microondas:
Esse foi o que usei com o Rafael e AMEI!! 

Achei superprático e simples de usar! 
Basta colocar água até a marca indicada, inserir os objetos já limpos e desmontados e colocar por 6 minutos no microondas! 

Se o esterilizador for mantido fechado, o conteúdo fica esterilizado por 24 horas!

esterilizador
esse modelo é igual o meu


É importante lembrar de checar o tamanho do seu microondas e do esterilizador antes de comprá-lo, para não ter a ingrata surpresa dele não caber!
Esterilizador a vapor de tomada:

Esterilizador a vapor de tomada




Nunca usei esse modelo, mas é um produto excelente para se ter em casa!
Você pode colocar no banheiro do quarto e deixar junto com um detergente e esponja, na pia do banheiro. Assim, quando a criança mamar de madrugada você não precisa ir até  a cozinha para esterilizar! 
Facilita bastante a vida das mamães!!

Esterilização a vapor na panela:

Para quem não quer comprar um esterilizador ou não pode comprar no momento, ou está em algum lugar que não tem, pode optar por uma esterilização manual!

Aquela feita pela nossa mãe rsrsrs que é também muito eficiente. 
Para fazer esta esterilização basta ter uma panela e água!

Esterilizando mamadeiras na panela

 

veja o passo a passo de como usar um esterilizador de mamadeiras com panela e água:

1) Lave os objetos separadamente (como faria se fosse colocar nos esterilizadores).

2) Encha uma panela com água e ferva por aproximadamente 5 minutos.

3) Em seguida, mergulhe os utensílios na água fervente e deixe aquecendo por mais 10 a 15 minutos.

4) Retire os objetos ainda quentes com uma pinça apropriada e deixe-os secar naturalmente.

Cuidado para não deixar tempo de mais, isso pode danificar as mamadeiras, minha irmã uma vez esqueceu a panela no fogo e chegou a derreter as mamadeiras (risos).

Qual a freqüência para se esterilizar as mamadeiras? 

Depois da mamada ou sempre que ela for utilizada com outros líquidos, como sucos e etc. O processo pode ser feito com duas, três ou até mais mamadeiras de uma só vez.

 
Espero que tenham gostado das dicas!!!
Beijinhos!!!
 

 

 

*Imagens retiradas da internet
 
Espero ter ajudado vocês!!
Beijinhos até a próxima!!!
Shairane Mello

Comentários
5
Compartilhe este post
Pin It

BabyTub Banho e diversão Para seu Bebê

Aqui em casa a hora do banho é pura diversão, e nada melhor para esse momento do que inovação, diversão e a BabyTub vai além disso com sua proposta maravilhosa em estreita o laço de amor entre mãe e filho vem com uma proposta imperdível.

Sobre BabyTub

Se a mamãe pudesse fazer um único pedido especial nos primeiros meses de vida de um bebê certamente ela desejaria saber o que aquele choro incessante quer dizer, ou seja, por quê o bebê chora tantas vezes. Uma das explicações discutidas por especialistas do mundo todo é que o bebê, quando desenvolve sua memória a partir do sexto mês de gestação, fica acostumado ao ambiente do útero materno: protegido, aquecido, meio aquático e escuro.
Quando a mãe começa a dar banho no bebê, a água em contato com a pele ativa sua memória e ele percebe que está em um ambiente claro, pouco aquecido e que não está na posição que ele estava acostumado ficar (fetal) enquanto no útero da mãe. Assim, os bebês, na sua maioria, enrijecem os bracinhos e perninhas, movimentos incentivados pelo sistema nervoso central, ligado diretamente ao intestino. Esses movimentos geram contrações e descontrações do intestino, ocasionando cólicas nos bebês algum tempo depois do banho.
E foi pensando em transmitir ao bebê uma transição tranquila do útero da mãe para o mundo que nasceu o BabyTub.
 photo 11253873_657770117687164_857677743_n_zpseqf5wy9o.jpg
O BabyTub é uma banheira terapêutica especialmente elaborada para bebês recém nascidos até os 06 meses de vida. Os bebês, dentro do BabyTub, adaptam-se facilmente à posição fetal e permanecem calmos e relaxados. O plástico usado é transparente, para facilitar a visualização do bebê. O BabyTub não é tóxico e é reciclável. Não existem arestas cortantes, a sua base é anti-derrapante e na parte inferior há um centro de gravidade que permite grande estabilidade e segurança. O fato de ser um reservatório de reduzidas dimensões permite poupar água e energia, mantendo-a quente durante cerca de 20 minutos. Mesmo quando está cheio é fácil de transportar, não só pelo seu reduzido peso, mas também porque têm alças ergonômicas.
Tudo isso faz o BabyTub a melhor opção para banho do bebê na opinião de mamães de todo o mundo que já comprovaram os resultados terapêuticos da banheirinha mais famosa do mundo.
BabyTub
E para demonstrar essa maravilhosa sensação a minha filha fez a festa e não quer mais largar a sua BabyTub.

Para adquirir a sua acesse: http://babytub.com.br/ para ficar dentro das novidades curta e siga as redes sociais Face: https://www.facebook.com/BabyTubBanho


Comentários
38
Compartilhe este post
Pin It
Fiz a escolha do berço desmontável, pela praticidade e segurança pois é uma das primeiras coisas que pensamos quando estamos gravidas é no berço do bebê, e nada melhor que a praticidade e modernidade.
berço-desmontavel
O berço desmontável existe em todos os tamanhos, cores e tipos só depende do gosto da mãe e da decoração do quarto do bebê.
Mas para comprar um berço desmontável temos que ter atenção e cuidado, o que queremos dá aos nossos filhos além do melhor é conforto e segurança e o berço é aonde ele vai passar a maior parte do tempo, seja para ficar brincando ou dormindo. E por isso temos que observar e levar em conta algumas características: aconchegante, confortável e seguro.
Já existem grandes marcas no mercado, que tendem a produzir uma variedade de móveis e berços e diante dessa situação a atenção deve ser redobrada na hora da compra. Podemos encontrar berços desmontáveis, dobráveis e portáteis, sendo prático e perfeito para cada tipo de família. Irei falar do berço desmontável a minha escolha.

 

O berço desmontável,  pode ser montado em qualquer lugar e sempre vem com uma bolsa de transporte com rodinhas para levar o berço a onde for necessário. Você pode usá-lo desde o nascimento do bebê até um ano de idade mais ou menos.

O que devemos levar em conta na hora do berço Desmontável

Se possui duas regulagens de altura;
Se possuem telas laterais que permitem uma ótima ventilação;
Se apresentam um dispositivo de segurança para evitar um fechamento acidental.
Se acompanha colchonete e tela mosquiteiro.
Se possuem rodinhas que facilitam seu deslocamento.
Se acompanha sacola de viagem para auxiliar no transporte.
Se apresenta sistema de trava nos rodízios das rodinhas.
Estrutura na parte inferior que permite balançar o berço para ninar o bebe
Se apresentam material de qualidade duradoura.
Se possui ajuste de colchão.

 

 photo Image1_zpsjlcnfpjr.jpg
 photo Image3_zpswfspf82t.jpg
 photo Image2_zps3uld7gv3.jpg
 photo Image4_zps6ldofhp6.jpg
 photo Image6_zps18klclc1.jpg
 photo Image5_zpsbaefy080.jpg
Berço Desmontável

Porque escolhi esse berço, por que são leves compactos e fácil de montar, além de seguro e confortável. Além disso pode ser levado para o quarto da mamãe, quando os pequenos ficam doente e não temos segurança em deixa-los sozinhos.

Aonde comprar: Alô Bebê
E ai  futuras mamães gostaram da dicas? E as mamães que já tem o que acham conte aqui sua experiência.
Linda sexta bjs

Comentários
20
Compartilhe este post
Pin It